Palmeiras apelará para a Fifa para ter o direito de inscrever Dudu, Miguel Borja e o zagueiro Pedrão, que estava emprestado ao Nacional, de Portugal, antes do dia 1° de agosto, quando reabre o mercado de transferências internacional. A informação foi antecipada pelo GE e confirmada pelo ESPN.com.br.

Em apuração com fontes ligadas ao clube, a reportagem soube que a base de argumentação do Palmeiras para apelar à Fifa é o impacto que a COVID-19 teve nos mercados anteriores, com mudanças de prazo e de datas, além das dificuldades financeiras que a pandemia causou aos clubes.

O Verdão sabe que não será uma tarefa fácil, uma vez que não há precedentes. Porém, no entendimento do clube, há que se fazer um esforço e apostar na ‘sensibilidade’ da entidade.

O Palmeiras entrará com a ação na Fifa a partir desta quinta-feira, uma vez que aguarda o fim do dia 30, quando se encerra oficialmente o empréstimo dos três nomes citados e, a partir daí, ficam livres para retornar ao clube paulista.

‘Temos que ser inteligentes’: a preleção de Abel Ferreira antes de Palmeiras x Independiente Del Valle

As imagens são do “Nosso Palestra”

A ideia é que ambos possam ser liberados para os duelos das oitavas de final da Conmebol Libertadores, diante da Universidad Católica, do Chile, que acontecerão entre os dias 14 e 21 de julho. O clube acredita que há tempo hábil para tentar a inscrição dos atletas para que fiquem à disposição do confronto.

Porém, caso a Fifa recuse a clemência do Palmeiras, os atletas poderão treinar, mas só poderão ir a campo a partir do dia 1° de agosto.

Fonte: ESPN