Anadia/AL

26 de julho de 2021

Anadia/AL, 26 de julho de 2021

Tosse e rouquidão: chegada do inverno pede cuidados especiais com a voz

Por GyanCarlo

Em 7 de julho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvvv
Otorrinolaringologista do Sistema Hapvida Maceió, Gleydson Lima / Foto: Divulgação Assessoria | 12:29
Cuidar da voz nem sempre é algo que as pessoas se preocupam. Mas, quando o inverno chega, problemas relacionados às pregas vocais são comuns e estão entre as principais queixas em consultórios médicos.

Tosse, pigarro, dor de garganta e disfonia, popularmente conhecida como “rouquidão”, são alguns dos sintomas mais frequentes que costumam aparecer na estação mais fria do ano. Durante este período, os desconfortos vocais são atribuídos a dois fatores: a queda de temperatura e a baixa umidade do ar, conforme explica o otorrinolaringologista do Sistema Hapvida Maceió, Gleydson Lima.

“O inverno pede cuidados especiais com a nossa saúde que vão além de usar peças quentinhas para ficar aquecido e protegido do frio. O ar seco e mais poluído contrai os vasos sanguíneos, deixando a laringe mais estreita e as cordas vocais mais apertadas”, explica o médico.

ENTENDENDO A RELAÇÃO ENTRE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS E ALTERAÇÕES NA VOZ

Durante a estação mais fria do ano, é comum o aumento no número de casos de doenças respiratórias. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima, por exemplo, que a gripe causa comprometimento grave em 3,5 milhões de pessoas no mundo anualmente.

“As doenças respiratórias, como a gripe ou até mesmo o resfriado comum, podem prejudicar muito as cordas vocais. Isso acontece porque, normalmente, há uma predileção dos vírus pela laringe que, quando inflamada, fica rígida e vibra menos”, diz.

Enfermidades provocadas por bactérias, fungos, sinusites, refluxo gastroesofágico, baixa produção ou baixa quantidade de saliva na boca, ansiedade ou estresse também podem provocar alterações na voz e na garganta como um todo, alerta o otorrinolaringologista do Sistema Hapvida Maceió.

TRATAMENTO: HIDRATAÇÃO E REPOUSO VOCAL

Gleydson Lima explica que existem diferentes formas de tratamento para os problemas de voz típicos dessa época do ano.

“Em praticamente todos os casos, a hidratação e o repouso vocal estão indicados pois tais medidas diminuem o edema das pregas vocais e melhoram a qualidade da voz. Também podemos optar por fonoterapia ou o uso de medicamentos antivirais, antibióticos e corticóides. Lembrando que o tratamento de cada paciente é único e individualizado, não sendo recomendada a automedicação”, ressalta.

DICAS PARA CUIDAR DA SAÚDE DA VOZ NO INVERNO

O otorrino dá algumas dicas simples e práticas para cuidar da voz durante o inverno. A primeira é não deixar de seguir as orientações já preconizadas pelos órgãos de saúde para evitar o contágio pela covid-19 e por outros tipos de vírus, como o uso de máscara e a higienização das mãos.

Outros cuidados incluem evitar o tabaco, estar com a vacinação em dia, evitar ambientes fechados, não falar alto e evitar alimentos ou líquidos muito gelados ou muito quentes. “Fazer inalação com vaporizador ou mesmo com água morna também pode ajudar bastante. Cuidar da sua voz é cuidar de você. Se as dúvidas ou sintomas persistirem procure um médico”, orienta.

Fonte: Diário Arapiraca 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter