Anadia/AL

30 de julho de 2021

Anadia/AL, 30 de julho de 2021

Mulher é impedida de tomar vacina em Maceió após sistema apontar que ela já se vacinou em Sergipe

Por GyanCarlo

Em 10 de julho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvv
Arquivo pessoal / Teresa Cristina | 21:26
“É terrível, é muito triste, porque a gente espera tanto tempo por esta vacina, quando chega a nossa vez, a gente não pode tomar por causa de um erro”. A declaração é da designer de bolos Lilian Oliveira Rezende, que não conseguiu se vacinar contra a Covid-19 na manhã deste sábado (10) no Ônibus da Vacina, no bairro da Ponta Verde, pois foi informada que uma outra pessoa com o seu CPF tomou a vacina no estado de Sergipe.
Ao TNH1, Lilian relatou o que aconteceu quando ela foi até a Praça Gogó da Ema para tomar a vacina contra a Covid-19. Ela procurou o local, depois do anúncio de que o Ônibus da Vacina estaria lá e que pessoas com 37 anos ou mais estariam aptas a receber o imunizante.
“Eu fui logo cedo, tinha pouquíssima estava super tranquilo. A moça fez o meu cartãozinho e quando foi cadastrar no sistema, cadastrou e disse que eu podia subir no ônibus. Quando eu estava subindo, o rapaz me chamou de volta e perguntou se eu tinha tomado a primeira dose. Eu que não tomei e ele disse que constava no sistema que eu havia tomado, se não me engano no dia 06 de julho, em Sergipe. Ele falou o nome da cidade, eu não lembro agora porque eu fiquei muito nervosa, sem reação, e disse que eu não tomei a vacina, que nem eu Sergipe eu fui, só quando era adolescente”, contou Lilian.
No interior do ônibus, foi solicitado a Lilian pediu ela conferisse os dados pessoais no computador, como nome completo, nome da mãe e CPFe todas as informações estavam corretas.
“Aí a moça me informou que eu não poderia tomar a vacina hoje, porque eles vão averiguar o que aconteceu, provavelmente um erro de digitação lá em Sergipe e, que dentro de 10 dias, entrariam em contato comigo para que eu pudesse me vacinar. Eu entendo que pode ter havido este erro, as pessoas podem errar, estão trabalhando dia e noite, mas a gente nunca quer que aconteça com a gente”, afirmou Lilian.
Episódios como a situação vivida por Lilian também aconteceram em outros estados. A Controladoria Geral da União tem apurado alguns casos semelhantes.
A Secretaria Municipal de Saúde de Maceió se pronunciou sobre o caso por meio de nota. Confira:
 A Secretaria de Saúde de Maceió informa que passou a seguir o fluxo determinado pelo Governo do Estado para estes casos estabelecidos a partir da nota informativa n°48, emitida em 5 de julho. No entanto, nos casos em que é possível, Maceió também entra em contato com o município em que o registro foi realizado.
 
Fonte: TNH1 
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter