Anadia/AL

9 de dezembro de 2021

RÁDIO ABN NEWS

Anadia/AL, 9 de dezembro de 2021

No Rio, professor é impedido de receber vacina por estar protestando contra Bolsonaro

Por GyanCarlo

Em 12 de julho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvv
Luiz Carlos Gomes de Oliveira e Dirlene Oliveira (Foto: Reprodução | ABr)/ 22:59

O professor Luiz Carlos Gomes de Oliveira, 61 anos, foi impedido de receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em um quartel do Corpo de Bombeiros no Rio de Janeiro por estar vestindo uma camiseta com críticas a Jair Bolsonaro.

Estava escrito na roupa do professor: “a segunda dose da vacina nos livra da covid-19. O que nos livrará do Bolsovírus será o impeachment ou seu voto em 2022”. O caso aconteceu nesta segunda-feira (12) no Grupamento de Busca e Salvamento, na Barra da Tijuca.

A esposa de Luiz, a professora aposentada Dirlene Oliveira, 61 anos, também usava uma camiseta idêntica à do marido.

Eles relataram que um soldado os avisou que o comandante do quartel não permitiria a vacinação de pessoas que estivessem com cartazes ou camisetas com mensagens políticas.

“O soldado foi super gentil e educado, estava cumprindo ordens. Eu apenas pensei: ‘Se eu estivesse falando bem do Bolsonaro, poderia entrar?'”, questiona Luiz. “Me senti na adolescência, quando vivemos na ditadura. Naquela época, a censura era extremamente violenta e as liberdades completamente cerceadas. Foi uma volta negativa no tempo e uma violação dos nossos direitos”, completa.

Para o professor, é importante denunciar o caso para evitar que “as liberdades sejam ameaçadas”. “A questão não é só a minha roupa. É além, é o que está acontecendo no país. Esse tipo de atitude está começando a ganhar corpo, a ferir nossa liberdade”.

Fonte: Brasil 247 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter