Anadia/AL

4 de agosto de 2021

Anadia/AL, 4 de agosto de 2021

Diretoria da Casal reforça que funcionários devem se vacinar contra a Covid-19

Por GyanCarlo

Em 20 de julho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvv

Foto: Assessoria

Vacinação está liberada para funcionários de todas as idades e em todos os municípios, após apelo da Diretoria feito à Sesau

Os funcionários da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) lotados em todos os municípios do estado e que façam parte de qualquer faixa etária já podem procurar os pontos de vacinação e garantir a imunização contra a Covid-19. A Diretoria da Companhia reforça que todos, sem exceção, devem garantir a imunização, uma vez que o ato vacinal é importante para o próprio indivíduo e para a coletividade, a fim de combater e dar fim à pandemia causada pelo novo coronavírus.

A permissão para que funcionários da empresa que tenham qualquer idade, inclusive abaixo da faixa etária geral de vacinação, possam ser imunizados foi obtida após empenho da Diretoria da Casal junto ao Governo do Estado e à Secretaria de Saúde (Sesau).

A Diretoria alegou que os trabalhadores da empresa são do setor industrial, um dos grupos prioritários do Programa Nacional de Imunização (PNI), e cujo serviço é considerado essencial, não tendo sofrido nenhuma interrupção desde que a pandemia começou.

Por enquanto, a vacinação só estava liberada para funcionários de qualquer idade que estejam lotados em Maceió, Delmiro Gouveia e outras poucas cidades. A partir de agora, com o entendimento da Sesau diante do apelo e das justificativas da Diretoria, a vacinação está liberada para trabalhadores da Casal que tenham qualquer idade e que estejam lotados em todos os municípios.

A própria Sesau está comunicando as Secretarias Municipais de Saúde de todos os municípios que a vacinação deve ser liberada para os trabalhadores da Casal, independentemente da idade que eles tenham.

Assim, os funcionários da Companhia ainda não vacinados contra a Covid-19 devem procurar os postos de vacinação das cidades em que estão lotados e solicitarem a imunização como grupo prioritário reconhecido pela CGPNI (Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações) na categoria “trabalhador da indústria” que trabalha em “coleta, produção e tratamento de água e esgoto”.

Vale lembrar que, para ser vacinado, o funcionário deve buscar um ponto de vacinação no município onde labora e apresentar originais e cópia de documento de identificação com foto, CPF e documento que comprove vínculo ativo com a Casal, que pode ser o contracheque. 

Terceirizados

A Companhia elaborou um modelo próprio de “declaração” que deve ser levada pelos profissionais terceirizados aos postos de vacinação contra a Covid-19. O documento deve ser juntado a outros exigidos pelas equipes de vacinação, como contracheque, comprovante de residência, RG e CPF.

Para baixá-lo, basta clicar aqui: Declaração-Terceirizados-Covid.

A Casal lembra que apenas superintendentes podem assinar o referido documento para os trabalhadores terceirizados lotados na capital, e gerentes das Unidades de Negócio do Interior, no caso de trabalhadores lotados em outras cidades.

Fonte: Tribuna Hoje

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter