Anadia/AL

23 de setembro de 2021

Anadia/AL, 23 de setembro de 2021

Com um a mais em campo, CRB arranca empate com Coritiba em pleno Couto Pereira: 1 a 1

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 23 de julho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
WhatsApp_Image_2021-07-22_at_20.4.2e16d0ba.fill-1120x650

Ataque do Galo funcionou fora de casa e Nicolas Careca garantiu o empate / Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes

Daniel de Oliveira / Galo conquistou um ponto importante contra time de Léo Gamalho, mas segue fora do grupo de acesso à Série A

O CRB conquistou um ponto importante fora de casa na base da insistência. No reencontro com Léo Gamalho, seu principal centroavante em 2020, o CRB saiu atrás, e buscou o empate em 1 a 1 com o Coritiba em pleno Couto Pereira. O confronto desta quinta-feira (22), realizado na capital paranaense, foi válido pela 13ª rodada da Série B.

Gamalho bagunçou a zaga regatiana para servir Igor Paixão no gol da equipe paranaense na etapa inicial. Porém, o Galo, que teve mais posse de bola, aproveitou o fato de ter um a mais em campo após expulsão de Natanael no segundo tempo para empatar com Nicolas Careca.

Apesar do bom resultado, o Regatas perdeu a chance de terminar a jornada no G-4. Com 21 pontos, os alvirrubros continuam na quinta posição. Já o Coxa chega ao décimo jogo de invencibilidade na Segundona e mantém a melhor campanha da competição. Somando 25 pontos, os paranaenses seguem na vice-liderança.

Duelo também marcou reencontro do Galo com Léo Gamalho, um de seus artilheiros em 2020 – Foto: Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes

Agora, o Galo se prepara para encarar uma maratona. Com jogos pela Série B, no Maranhão, e pela Copa do Brasil, no Ceará, a delegação regatiana não irá pisar em Maceió após encarar o Coxa. Pela Segundona, os regatianos enfrentam o Sampaio Corrêa no próximo domingo (25), às 20h30, em São Luís. Posteriormente, na quinta (29), a equipe alvirrubra visita o Fortaleza pela partida de ida das oitavas de final do torneio de mata-mata.

O Verdão do Paraná também retorna a campo no domingo, porém, um pouco mais cedo que o Regatas. Às 18h15, os coritibanos irão fazer o duelo paranaense da rodada com o Operário. A partida realizada em Ponta Grossa, assim como o confronto entre CRB e Sampaio, será válida pela 14ª rodada.

Primeiro tempo

A partida teve um início levemente divertido, onde as duas equipes buscaram o ataque e chegaram a criar chances. O Galo, que estipulou a posse de bola desde o início como sua principal estratégia para furar a barreira paranaense, foi levemente melhor, com Diego Torres e Alan James aparecendo bastante como opções. Os volantes Marthã e Jean Patrick também se apresentaram bastante na entrada da área para a finalização.

Porém, o jogo bom do Regatas foi se invertendo para a entrada de vez do Coxa no jogo. Os paranaenses já haviam arriscado contra a meta alvirrubra algumas vezes, sobretudo com o volante Val, cresceram após a faixa dos 25 minutos e conseguiram abrir o placar aos 29′. Léo Gamalho, ex-CRB, fez a bagunça na defesa do Galo, limpou os zagueiros e o goleiro e ajeitou para Igor Paixão, livre, balançar as redes: Coritiba 1 a 0.

Léo Gamalho levou a zaga regatiana na conversa e serviu Igor Paixão – Foto: Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes

Como de costume dos comandados de Gustavo Morínigo, uma postura mais recuada foi adotada pelo Coxa após conquistar a vantagem. O time regatiano partiu para cima, voltou a trocar passes no meio campo e conseguiu abrir alguns espaços. Na faixa dos 40′, os alvirrubros criaram três chances perigosas em seguida. Jean Patrick arriscou para fora e, posteriormente, Alan James e Renan Bressan fizeram o goleiro Wilson trabalhar.

O árbitro estipulou um minuto de acréscimo e encerrou a primeira etapa aos 46 minutos. O Galo terminou o primeiro tempo com 62% de posse de bola.

Segundo tempo

A etapa complementar teve o mesmo panorama de quase todo o primeiro tempo. Com a desvantagem persistindo no placar, Galo seguiu pressionando os donos da casa. Porém, os regatianos não conseguiram criar chances contundentes como no fim da primeira parte

O fator crucial da partida aconteceu aos 18 minutos. O lateral direito do Coxa Natanael derrubou Erik no campo de ataque e recebeu o segundo cartão amarelo. Com um a mais em campo, os regatianos viram a dificuldade para furar a zaga coritibana diminuir drasticamente.

Mais em cima como nunca, o técnico Allan Aal aproveitou a oportunidade para sacar um de seus volantes para aumentar o poder ofensivo com mais um atacante. O Verdão, por sua vez, sentiu a dificuldade de não ter opções de velocidade, não conseguiu engatar contra-ataques e acabou se postando numa retranca.

Depois de tanto insistir, o Galo finalmente chegou ao empate. Na faixa dos 37 minutos, Nicolas Careca aproveitou passe de Reginaldo para girar dentro da área e bater no cantinho de Wilson. Porém, os regatianos não se contentaram com o empate, fizeram chuveirinho na área do Coxa, mas não conseguiu aumentar o bom feito fora de casa.

Em jogada dos carecas do Galo, Reginaldo ajeitou para Nicolas deixar tudo igual – Foto: Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes

O árbitro potiguar estendeu a partida em, ao todo, seis minutos e colocou o ponto final aos 51 minutos: Coritiba 1×1 CRB.

Ficha técnica

Coritiba – Wilson; Natanael , Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Willian Farias (Matheus Sales), Val (Jhony Douglas) e Robinho (Igor); Igor Paixão (Rafinha), Waguininho e Léo Gamalho (Dalberto). Técnico: Gustavo Morínigo.

CRB – Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Caetano e Guilherme Romão; Marthã (Wesley), Jean Patrick (Ewandro), Renan Bressan e Diego Torres; Erik (Emerson Negueba) e Alan James (Careca). Técnico: Allan Aal.

Cartões amarelos – Igor e Luciano Castán no Coritiba. Guilherme Romão e Ewandro pelo CRB.

Cartões vermelhos – Natanael e Gustavo Morínigo no Coritiba.

Árbitro – Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN).

Assistentes – Vinicius Melo de Lima (RN) e Flávio Gomes Barroca (RN).

Quarto árbitro – Gustavo Nogas (PR).

Fonte: Gazeta Web

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter