Anadia/AL

17 de outubro de 2021

Anadia/AL, 17 de outubro de 2021

Criança de Pão de Açúcar que estava internada após ser vítima de incêndio por explosão de celular, morre no HGE em Maceió

Por GyanCarlo

Em 25 de julho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvvv

Redes sociais / Geovanna Pereira, de 9 anos, estava internada e faleceu na manhã deste Domingo (25)

Faleceu na manhã deste domingo (25), no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, a menor pão-de-açucarense, Geovanna Pereira, de 9 anos, que residia no povoado Santiago, e teve queimaduras em diversas partes do corpo, após a casa em que residia ter incendiado através de uma explosão de um celular, que era carregado em uma das tomadas da casa, enquanto a garota e o seu irmão, de 2 anos, dormiam no local (fato confirmado pela assistência social da unidade hospitalar).

O fato se deu no último dia 15 e, desde então, os dois menores foram hospitalizados, sendo que o garoto se encontra no Hospital de Emergência, em Arapiraca, e a garota se encontrava na Unidade de Queimados, no HGE. A menina, que teve 40% do seu corpo queimado pelo fogo, estava em quadro estável de saúde até a última terça-feira, mas desde então apresentou piora, vindo a óbito neste domingo.

Entenda o caso

Na madrugada do dia 15 de julho, as duas crianças dormiam e foram surpreendidas com o fogo dentro do quarto da sua residência, no povoado Santiago, zona rural de Pão de Açúcar. O fogo foi provocado pela explosão de um celular que a garota utilizava na ocasião, conectado a uma tomada , quando também fazia uso de um fone de ouvido. Ao acordar por entre as chamas, a garota gritou por socorro após conseguir retirar do quarto o seu irmão, menor de 02 anos. Moradores da localidade conseguiram arrombar o portão e resgatar as crianças de dentro da casa, ajudando também a controlar o incêndio.

No povoado Santiago, Geovanna é considerada uma heroína, por ter conseguido retirar o seu irmão do local das chamas, tentando-o colocar para fora da residência por entre as vagas do portão, além de pedir socorro e ter sempre procurado tranquilizar a todos sobre o seu quadro de saúde, embora tivesse com 40% do seu corpo queimado.

Fonte: Cada Minuto

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter