Anadia/AL

23 de setembro de 2021

Anadia/AL, 23 de setembro de 2021

Campanha conscientiza sobre moderação e derruba mitos sobre os destilados

Por GyanCarlo

Em 29 de julho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Still life. pour or whiskey in to glass.

Reprodução | Google Imagens

Apoiado por entidades do setor, Movimento mostra que não importa o tipo de bebida que se consome, mas sim a quantidade absoluta de álcool ingerida por indivíduo

As bebidas destiladas, a cerveja e o vinho possuem o mesmo tipo de álcool: o etanol. Por isso, o Movimento Doses Certas lançou uma campanha com objetivo de promover informação educativa e transformadora para o público adulto e saudável que opta por beber. Na prática, significa combater mitos e fake news que rondam as bebidas alcoólicas e causam prejuízo à saúde pública e à economia, tirando competitividade do setor e aumentando a formação do mercado ilegal. A ideia principal é mostrar que “Álcool é Álcool” e que o que importa mesmo é a quantidade absoluta de consumo do indivíduo e não o tipo da bebida ou seu teor de percentual alcoólico.

Com apoio de entidades representativas do setor, como a Associação Brasileira de Bebidas Destiladas (ABBD) e o Instituto Brasileiro de Cachaça (Ibrac), o Doses Certas desmistifica a falsa ideia de que existem bebidas fortes e fracas de forma didática: imagine uma mesa de bar com três amigos. Um está bebendo 330 ml de cerveja, a um teor alcoólico de 4%; o outro está bebericando 100 ml de vinho tinto, a 12%; e o terceiro saboreia 30 ml de uísque, a 40% de teor alcoólico. Mesmo sendo bebidas diferentes, os três amigos estão ingerindo, cada um, a mesma quantidade absoluta de álcool: 10 gramas, aproximadamente.

Sendo assim, não importa o tipo de bebida e não existe uma “mais forte” do que a outra, já que o que varia mesmo é a quantidade total ingerida de etanol por pessoa. A campanha, que se baseia no mote central de que “Álcool é Álcool”, pretende abrir os olhos dos consumidores e trazer o conceito de Dose Padrão, norteado por uma medida de 10 gramas de álcool, que ajuda a estabelecer uma referência da quantidade absoluta da substância.

A própria Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) defende que 10g é a porção padrão para efeito de rotulagem nutricional de alimentos. Em nível global, a Organização Mundial de Saúde (OMS) também já chegou a recomendar a dose padrão de 10 a 12 gramas de álcool, sugerindo até três doses para homens e duas doses para mulheres, com pelo menos dois dias de intervalo sem consumo na semana.

“A percepção equivocada de que existe uma bebida mais forte do que a outra ou ainda, bebidas frias e bebidas quentes, está enraizada no imaginário popular e traz consequências negativas para todos. Álcool é álcool e entender isso ajuda o consumidor a fazer melhores escolhas e a regular o mercado de forma isonômica, tanto no âmbito regulatório, quanto no tributário”, explica Eduardo Cidade, presidente da ABBD.

Informação transforma

Para a especialista Jessica Durán, uma das autoras do livro “Dose Padrão: uma ferramenta para o combate ao consumo nocivo de álcool”, a dose padrão de álcool – quantidade de etanol presente em qualquer tipo de bebida, medida em gramas – é um instrumento eficaz para a prevenção do consumo nocivo de bebidas alcoólicas. Usando o México como referência, país com características semelhantes ao Brasil, ela considera o consumo nocivo nas situações:

O consumo feito por menores de idade.
O consumo excessivo de álcool – superior a 3 doses diárias para mulheres e 4 para homens, sendo cada dose padrão correspondente a 13 gramas de álcool puro.
O “consumo explosivo”, ou seja, beber as doses rápido demais.
Combinar álcool e direção de veículos, incluindo bicicletas e patinetes.
Misturar bebidas com remédios; o consumo de álcool por pessoas com enfermidades crônicas, como câncer e diabetes.
O consumo de bebidas ilícitas, que nutrem o mercado informal e são acessíveis às pessoas mais vulneráveis.

Por ser um parâmetro de referência, adotado internacionalmente, a dose padrão oferece uma métrica de comparação única para estudos regionais e globais sobre o consumo de álcool. Isso torna possível avaliar hábitos e culturas locais e realizar comparações entre regiões de um mesmo país ou até entre países.

Além disso, o estabelecimento dessa referência ajuda na elaboração de políticas públicas eficazes para evitar o uso nocivo do álcool, tanto em nível local quanto global.

MOVIMENTO DOSES CERTAS

Doses Certas é um movimento essencialmente educativo que, por meio de estudos, pesquisas e informação científica e estatística, defende a moderação no consumo de bebidas alcoólicas. A ideia central é ajudar adultos saudáveis que optem por beber a fazerem escolhas conscientes e responsáveis.

Fonte: Diário Arapiraca

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter