Nesta sexta-feira (30), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu um pedido do Instituto Butantan para incluir crianças e adolescentes de 3 a 17 anos na faixa etária de vacinação contra a Covid-19 com a Coronavac.

O imunizante está autorizado para uso emergencial desde 17 de janeiro deste ano, mas somente para pessoas acima de 18 anos. A Anvisa informou que a inclusão do novo grupo na bula da Coronavac deve ser feita pelo laboratório responsável pela vacina.

Segundo a agência, o fabricante precisa apresentar estudos que comprovem a segurança e eficácia da vacina para a nova faixa etária, para que a decisão seja tomada. As pesquisas podem ser realizadas no Brasil ou em outros países, mas, no caso do imunizante da chinesa Sinovac com o Instituto Butantan, os ensaios são conduzidos fora do território brasileiro.

Fonte: IG