Anadia/AL

24 de outubro de 2021

Anadia/AL, 24 de outubro de 2021

Prefeitura de Maceió diz que operação no Centro apurava denúncias de comércio de produtos ilegais e trabalho infantil

Por GyanCarlo

Em 30 de julho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvvv

Reprodução | Fiscais apreenderam produtos e abordaram adolescentes menores de 14 anos | Rayssa Cavalcante

Fiscais apreenderam cosméticos sem procedências, 30 maços de cigarros contrabandeados, a identificaram a venda irregular de bebida alcoólicas, além de realizarem abordagem a quatro adolescentes menores de 14 anos

Durante a fiscalização, que aconteceu na tarde desta sexta-feira (30), os fiscais da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (SEMSCS) apreenderam cosméticos sem procedências, 30 maços de cigarros contrabandeados e identificaram a venda irregular de bebida alcoólicas.

Além dos materiais, quatro adolescentes menores de 14 anos foram abordados pelas assistentes sociais do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PET) da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS).

No momento, durante a ação dos fiscais, uma confusão acabou se formando entre os ambulantes e as equipes. De acordo com a Prefeitura de Maceió, um dos ambulantes apresentavam sinais de embriaguez e reagiu à ação dos agentes, precisando “ser controlado por desacato”. “A Prefeitura reforça que preza pelo diálogo com os ambulantes, permissionários e a população, visando o bem-estar dos maceioenses”, diz trecho da nota.

Confira a nota na íntegra:

A Prefeitura de Maceió informa que realizou uma operação, na tarde desta sexta-feira (30), para apurar denúncias do comércio de produtos ilegais e irregulares e de trabalho infantil no Centro de Maceió.

Durante a fiscalização, foram apreendidos cosméticos sem procedências, 30 maços de cigarros contrabandeados e a identificação de venda irregular de bebida alcoólicas. Além disso, quatro adolescentes menores de 14 anos foram abordados pelas assistentes sociais do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PET) da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

Um ambulante que apresentava sinais de embriaguez reagiu à ação dos agentes da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social e precisou ser controlado por desacato.

A Prefeitura reforça que preza pelo diálogo com os ambulantes, permissionários e a população, visando o bem-estar dos maceioenses.

Fonte: Gazeta Web

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter