Anadia/AL

25 de setembro de 2021

Anadia/AL, 25 de setembro de 2021

PF abre inquérito para apurar vazamento na CPI e Randolfe compara chefe da Justiça a ministro de Hitler

Por GyanCarlo

Em 4 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvv

Randolfe Rodrigues, PF e Franz Gürtner (Foto: Reprodução)

“Então o ministro da Justiça, no alvorecer dessa CPI, dá uma entrevista intimidando, dizendo qual investigação deveria ocorrer aqui. Isso equipara-se a transformar a honrosa Polícia Federal em polícia política”, criticou o senador, vice-presidente da CPI

As investigações foram enviadas pela PF à comissão parlamentar após requerimento da CPI. A polícia declara que enviou a íntegra dos dois inquéritos e os depoimentos de oito pessoas gravados em vídeo e sem qualquer edição, ao contrário do que denunciam senadores.

Em sessão da CPI nesta quarta, o vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede), afirmou que “a Polícia Federal não abriu inquérito no caso Precisa, só abriu inquérito 4 meses depois, com a ocorrência dessa CPI. A PF manda para cá depoimentos incompletos, com suspeitas de edição, conforme foi denunciado pelo senador Rogério Carvalho”.

Ainda, o senador comparou o ministro da Justiça, Anderson Torres, que comanda a PF, ao ministro de mesma função no governo do ditador nazista Adolf Hitler, Franz Gürtner. “Acho que o ministro da Justiça se chama Anderson Torres, e não Franz Gürtner”, afirmou.

“Então o ministro da Justiça, no alvorecer dessa CPI, dá uma entrevista intimidando, dizendo qual investigação deveria ocorrer aqui. Isso equipara-se a transformar a honrosa Polícia Federal em polícia política. Eles tenham claro”, disse o senador ao criticar a abertura do inquérito pela PF, que justificou a medida em nota.

“A PF determinou abertura de investigação para apurar o vazamento dos inquéritos e depoimentos”, diz o comunicado.

Vídeo editado

Mais cedo, o senador Rogério Carvalho (PT) reclamou que alguns documentos enviados pela PF estão incompletos, ao mencionar reportagem que mostrou a edição de um vídeo do depoimento do ex-ministro Eduardo Pazuello enviado à CPI.

A PF, em nota divulgada nesta quarta-feira, disse que encaminhou a íntegra dos oito vídeos com a gravação de depoimentos.

Fonte: Brasil 247

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter