Anadia/AL

28 de setembro de 2021

Anadia/AL, 28 de setembro de 2021

Corpo de alagoana desaparecida é encontrado em Mato Grosso do Sul; marido é preso

Por Cleysson Carlos

Em 6 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Elisiane-foi-encontrada-morta-apos-4-dias-desaparecida-730x650

Elisiane foi encontrada morta após 4 dias desaparecida

Crime aconteceu em Chapadão do Sul, noroeste de Mato Grosso do Sul.

A polícia Militar do município de Chapadão do Sul, a 330 quilômetros de Campo Grande, Capital do Mato Grasso do Sul, encontrou nessa quinta-feira (05), o corpo da alagoana Elisiane Ferreira da Silva Alves, de 39 anos, que estava desaparecida desde o último domingo (1º). O marido da vítima foi preso como principal suspeito.

A vítima estava enterrada em uma vala rasa de escoamento de lavoura de uma fazenda na zona rural da cidade de Chapadão do Sul, onde o casal morava a cerca de 2 anos. O marido dela, um mecânico de 34 anos, identificado como José Edílson Ramo da Silva, e que já havia sido preso no início da semana depois de ser interrogado e posteriormente liberado, voltou a ser preso após ser denunciado pela irmã.

De acordo com registro policial, uma equipe da Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de ameaça e violação de domicílio em uma casa na cidade praticado por três suspeitos. No local, encontraram a irmã do criminoso, que está gestante, dizendo que ela e o marido estavam sendo ameaçados depois de o irmão confessar a família que tinha matado Elisiane.

O homem foi preso e lavado para a Polícia Civil, onde lá resolveu confessar o crime na presença de um advogado.

Ele contou que foi forçado por outro homem a enterrar sua esposa, depois deste tê-la matado a pauladas após uma bebedeira. O autor levou os policiais até o local onde Elisiane estava enterrada, enrolada em um cobertor.

A polícia suspeita da versão apresentada pelo mecânico, pois o local em que ele disse que a esposa havia sido morta é de bastante movimentado. Além disso, testemunhas falaram que Edílson e Elisiane ficaram bebendo sozinhos depois que todos foram embora. Depois, a mulher não foi mais vista.

Amigos e parentes ficaram preocupados com o sumiço de Elisiane pois ela não estava atendendo o celular e desde domingo (1º) não entrou em contato com ninguém. Foram eles que levaram o caso às autoridades.

A Polícia Civil verificou que Edílson tinha passagens por violência doméstica contra ex-companheiras e havia relatos também de agressividade com Elisiane. Agora, ele deve responder por feminicídio e ocultação de cadáver.

 

Fonte: Alagoas 24 horas

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter