Anadia/AL

28 de setembro de 2021

Anadia/AL, 28 de setembro de 2021

Briga pela presidência do PDT de Maceió pode gerar desfiliação em massa no partido

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 7 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
cats 7

Foto: Reprodução

Disputa interna vai parar na Justiça

O comando do diretório municipal do PDT acabou gerando um tremendo mal-estar entre filiados históricos do partido em Maceió. A ferida foi aberta e o desentendimento entre Ronaldo Lessa, Jurandir Boia e Judson Cabral se tornou público.

Ex-governador e atual vice-prefeito da Capital, Ronaldo Lessa é o principal nome da legenda. Ele pediu licença da presidência da Executiva Estadual do partido para dar espaço ao ex-deputado federal Jurandir Boia.
Segundo informações de uma fonte interna, Boia teria se rebelado e quer dar as cartas de forma isolada. A confusão gira em torno do nome do novo comandante do diretório municipal. O ex-deputado Judson Cabral – que não conseguiu espaço na prefeitura – quer permanecer no cargo.

O ex-parlamentar estaria, inclusive, ameaçando sair do partido, caso não continue no comando do partido.

Mas acontece que Cabral se filiou ao PDT após se desentender com integrantes do PT, partido ao qual era membro durante décadas. Boia é do PDT desde sempre.

A verdade é que a briga de egos pode provocar uma debandada de filiados, deixando o partido fragilizado.

O nome mais forte permanecerá sendo o de Lessa, não apenas por ser o detentor de um importante mandato no município, mas por sua trajetória e renascimento das cinzas, podendo ser, aliás, o novo prefeito de Maceió a partir de 2022.

Os demais nomes continuam apenas sendo “ex”.

Fonte: 7 Segundos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter