Anadia/AL

23 de setembro de 2021

Anadia/AL, 23 de setembro de 2021

Corpo de travesti é encontrado enrolado em lençol dentro de casa em União dos Palmares

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 7 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Militares-do-2o-BPM-no-local-de-crime-©-1

Militares do 2º BPM no local do crime | © Rayanne Rodrigues/BR104

Por Gustavo Lopes - Segundo a polícia, havia muito sangue no local e um banco quebrado ao lado da cama. Este é o segundo crime contra homossexuais registrado neste ano na cidade.

Um homem identificado como Givanildo Alexandre da Silva, de 33 anos, foi encontrado morto na manhã deste sábado (07/8) dentro da própria residência na rua Alonso Costa, no bairro Roberto Correia de Araújo, no município de União dos Palmares, na Zona da Mata do Estado.

De acordo com as primeiras informações, o corpo da vítima, também conhecida na localidade como Gil, foi encontrado no quarto em cima da cama e enrolado em um lençol branco. Havia ainda muito sangue no local e um banco quebrado ao lado do móvel.
Militares do 2º Batalhão da PM foram acionados para o local e isolaram a área. À reportagem do portal BR104, o comandante da guarnição da Força Tarefa disse que o homem morava sozinho, e que após o autor ter cometido o crime, teria fechado a porta do imóvel com uma corrente.

Ainda segundo a polícia, a família informou que Alexandre era travesti e que na noite anterior havia ingerido bebida alcoólica. Equipes dos institutos de Criminalista (IC) e Médico Legal (IML) também foram acionadas para realizar a perícia e o recolhimento do corpo, respectivamente.

Este é o segundo crime contra homossexuais registado neste ano em União dos Palmares. No dia 8 de abril, José Aparecido Santana da Silva, de 33 anos, foi encontrado morto a facadas em uma estrada vicinal próximo ao Rancho Vovô Pakita, no Povoado Santa Fé, na zona rural da cidade.

O rapaz estava ainda com uma calça amarrada em seu pescoço. Um dos suspeitos de cometer o crime, um guarda municipal, foi assassinado cinco dias depois. Para a polícia, a morte de Ricardo Januário da Silva foi resultado da ação do chamado “tribunal do crime”, por represália à morte de Aparecido.

O caso de Givanildo será investigado pela Polícia Civil de União dos Palmares.

Fonte: BR 104

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter