Anadia/AL

16 de setembro de 2021

Anadia/AL, 16 de setembro de 2021

CRB domina Londrina fora de casa, vence por 2 a 0 e retorna ao G-4 da Série B

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 8 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
51366957945_ba8823c99b_o.dd36934a.fill-1120x650

Ricardo Chicarelli/ Londrina EC

Galo não tomou conhecimento do Tubarão e triunfou com autoridade no Estádio do Café; Diego Torres e Jajá marcaram os gols regatianos - por Daniel de Oliveira

Mesmo longe de Maceió, o CRB se sentiu em casa neste domingo (08). No Estádio do Café, o Galo dominou o Londrina do início ao fim e, com tranquilidade, bateu o Londrina por 2 a 0. A vitória fora de casa garantiu o retorno do time regatiano ao grupo de acesso para a Série A. A partida foi válida pela 16ª rodada.

Os três gols alvirrubros foram marcados no início das duas etapas. Diego Torres, de pênalti, abriu o placar logo com dois minutos de jogo e Jajá fechou a conta aos 7′ do segundo tempo. Também, Júnior Brandão chegou a perder um pênalti aos 49′. Além disso, o Regatas teve muitas outras chances de ampliar ao decorrer da disputa, mas desperdiçou grandes oportunidades.

O Galo chegou ao seu terceiro jogo de invencibilidade como visitante e a segunda vitória consecutiva longe do Rei Pelé. Assim, com este resultado, a equipe regatiana vai garantindo a medalha de bronze da competição, na terceira colocação, somando agora 28 pontos, a apenas dois dos líderes Náutico e Coritiba.

Por outro lado, o Tubarão amarga o segundo jogo sem vitórias e se complica na parte de baixo da tabela. Com apenas 13 pontos conquistados, os paranaenses ocupam a vice-lanterna da Segundona.

As duas equipes voltam a campo pela Série B no meio da semana. Na quinta-feira (12), o Regatas recebe o Brusque-SC no Rei Pelé às 19h. No mesmo horário, mas um dia antes, na quarta (11), o Londrina vai até Campinas para encarar o confronto direto da zona de rebaixamento com a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli. Os jogos serão válidos pela 17ª rodada.

Ocupando os dois extremos da tabela, Galo e Tubarão voltam a campo no meio de semana – Foto: Ricardo Chicarelli/ Londrina EC

Primeiro tempo

O Galo ignorou totalmente o fato de ser visitante e começou jogando como se estivesse em casa. Logo no primeiro minuto, os regatianos já haviam descido em bloco e conseguiram a primeira finalização em uma cabeçada de Caetano após escanteio. No minuto seguinte, o time alvirrubro abriu o placar. Jajá sofreu pênalti e Diego Torres foi para a bola. O camisa 10 bateu firme, no meio, e pintou o 1 a 0.

Posteriormente, aos 11′, a bruxa atacou o CRB. Careca sentiu e deu lugar a Júnior Brandão. Com a vantagem favorável, não recuou e seguiu colocando o pé no acelerador. Apesar de continar encaixando boas chegadas, os regatianos chegaram a presenciar um crescimento do Tubarão. O time paranaense criou suas primeiras finalizações. Aos 12′, num chute de Matheus Bianqui, que havia cometido o pênalti e, depois, aos 18, numa cabeçada de Marcondes.

Porém, o bom momento dos londrinenses, que parecia se promissor, acabou rapidamente e a partida entrou em um momento morno, principalmente na faixa dos 30 minutos. O Regatas deixou de ocupar o campo de ataque e o Tubarão foi bastante faltoso. Assim, o jogo se desenrolou mais no meio de campo.

Na reta final da primeira parte, o Galo voltou a investir com intensidade e até invadiu a área adversária com facilidade. Porém, os alvirrubros pecaram nos penúltimos e últimos passes e não foram capazes de criarem chances para finalizar. O árbitro pernambucano adicionou mais três minutos à etapa inaugural e encerrou aos 48′: Londrina 0x1 CRB.

Regatas causou incômodo aos paranaenses no primeiro tempo – Foto: Ricardo Chicarelli/ Londrina EC

Segundo tempo

O time regatiano voltou do vestiário com vontade e começou apertando os donos da casa novamente. Assim como no primeiro tempo, o Galo marcou logo no início. Desta vez aos 7 minutos, Diego Torres acionou Pablo Dyego no contra-ataque, que, pela esquerda, cruzou rasteiro para encontrar Jajá no meio da pequena área e balançar as redes alvicelestes.

Depois de sofrer o gol, o Tubarão tomou uma postura ofensiva e dominou o Regatas pela primeira vez na partida. Porém, a falta de uma referência na área pesou para os donos da casa, que só conseguiram criar uma boa chance num forte chute de Pedro Cacho para a boa defesa de Diogo Silva.

Apesar de ter menos a bola, o Galo seguiu perigoso. Jogando mais recuado e no erro do adversário, os regatianos desperdiçaram duas chances incríveis no contra-ataque. Aos 24′, Jajá deixou Diego Torres na cara do gol, quase dentro da pequena área, mas o meia. isolou de forma horrorosa. Depois, aos 28′, o próprio Jajá carregou a bola desde meio de campo, totalmente livre, e ficou no um contra um com César. Ele chutou rasteiro, no canto esquerdo, mas o arqueiro conseguiu defender com o pé e a bola carimbou a trave.

O time alvirrubro, que já era impetuoso, pressionou mais ainda na etapa final. O Galo, faminto pelo terceiro, desperdiçou outra oportunidade de ampliar já nos acréscimos. Aos 47′, Jajá sofreu mais um pênalti e, desta vez, Júnior Brandão assumiu a responsabilidade. Porém, na cobrança, o centroavante exagerou na força e chutou longe da meta.

O árbitro, que havia estendido a partida em cinco minutos após os 45′ obrigatórios, apitou pela última vez aos 50′: Londrina 0x2 CRB.

Tubarão chegou ensaiar reação após sofrer o segundo gol, mas ficou mais próximo de levar o terceiro – Foto: Ricardo Chicarelli/ Londrina EC

Ficha técnica

CRB – Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Caetano, Guilherme Romão; Jean Partick (Wesley), Carlos Jatobá (Claudinei) e Diego Torres (Renan Bressan); Pablo Dyego (Erik), Jajá e Careca (Júnior Brandão). Técnico: Allan Aal.

Londrina – César; Matheus Bianqui, Marcondes Júnior, Augusto e Felipe Vieira; Jean Henrique (Pedro Cacho), Tárik (Bidía) e Celsinho (Gegê); Douglas Santos (Tiago Orobó), Lucas Lourenço e Júnior Pirambu (Caprini). Técnico: Márcio Fernandes.

Cartões amarelos – Matheus Bianqui (Londrina), Tárik (Londrina), Guilherme Romão (CRB), Claudinei (CRB), Jean Partick (CRB) e Júnior Brandão (CRB).

Cartões vermelhos – nenhum.

Árbitro – Rodrigo José Pereira de Lima (PE).

Assistentes – Ricardo Bezerra Chianca (PE) e Karla Renata Cavalcanti de Santana (PE).

Quarto árbitro – Cristian Eduardo Gorski da Luz (PR).

Fonte: Gazeta Web

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter