Anadia/AL

16 de setembro de 2021

Anadia/AL, 16 de setembro de 2021

CPI da Covid já planeja estratégia política para depois do relatório final

Por GyanCarlo

Em 18 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
VVV

Rafaela Felicciano/Metrópoles | Igor Gadelha

Ideia é criar "fatos políticos" com o relatório final, cujo acordo é para que seja apresentado até 16 de setembro

Senadores do grupo majoritário da CPI da Covid-19, o chamado G7, querem manter a comissão em evidência no cenário político mesmo após o encerramento dos trabalhos. A ideia é criar “fatos políticos” com o relatório final, cujo acordo é para que seja apresentado até 16 de setembro.
Um desses “fatos políticos” seria fazer um ato simbólico de entrega do documento à Procuradoria-Geral da República (PGR). O órgão tem a prerrogativa de decidir se denuncia formalmente ou não os políticos com foro privilegiado indiciados pelo relatório final.Outro fato político planejado seria fazer uma entrega simbólica do documento ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Caso o presidente Jair Bolsonaro seja indiciado pela CPI e denunciado pela PGR por crime de responsabilidade, caberá à Câmara julgá-lo.Senadores avaliam até mesmo viajar a Haia, nos Países Baixos, para levar o relatório final da comissão ao Tribunal Penal Internacional. Isso só ocorrerá, caso o parecer final do relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), indicie o Bolsonaro por crime contra a humanidade.

Fonte: Metrópoles

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter