Anadia/AL

23 de setembro de 2021

Anadia/AL, 23 de setembro de 2021

Instituto de Criminalística realiza mais de 100 exames de balística em mutirão

Por GyanCarlo

Em 20 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
VVV

Divulgação

Assessoria Perícia Oficial

A chefia especial do Instituto de Criminalística de Alagoas promoveu nesta quinta-feira (19) mais um mutirão de exames de balística. A ação foi realizada para reduzir o passivo de requisições periciais de inúmeros casos, cujo resultado do laudo irá subsidiar todo o sistema de persecução penal. A força-tarefa contou com o empenho de vários peritos criminais que atuam em outros setores do órgão. Coordenados pelo perito criminal Paulo Rogério, especialista em balística, eles conseguiram realizar e concluir em um único dia, 105 exames de identificação, eficiência e funcionamento de munições de diversos calibres de arma de fogo.

O perito geral Manoel Melo Filho, foi um dos peritos que participou do mutirão que dará celeridade à confecção de laudos utilizados como provas periciais em investigações criminais. “Demonstra o espírito dos Peritos envolvidos em ter orgulho do que fazem e a consciência do seu papel na cadeia da persecução penal.” Afirmou Melo.

Também participaram da ação os peritos criminais Ana Marcia Nunes, Adriana Sarmento, José Veras Neto, Maria Neuma de Oliveira,  Jana Kelly dos Santos e Wellington Costa Melo Filho. Durante o mutirão, todos eles receberam orientações sobre a realização do exames, bem como a confecção do laudo pericial que irá compor inquéritos policiais e processos judiciais.

Wellington Melo, Chefe Especial do Instituto de Criminalística, explicou que entre os anos de 2019 e 2020 foram realizados 1.163 exames balísticos em mutirões de balística como esse, que tem por objetivo otimizar os serviços periciais de todo o órgão. Essa ação visa tornar a área de Balística mais eficiente, possibilitando aumentar a realização de outros exames, como os de confronto balístico.

“Atualmente a seção de Balística do Instituto de Criminalística possui 400 exames de eficiências de munição pendentes. Neste mutirão foi realizado 25% dos casos pendentes relacionados a exames dessa natureza, estamos planejando para os próximos meses zerar esse passivo.” Afirmou Wellington Melo.

Fonte:  TNH1

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter