Anadia/AL

16 de setembro de 2021

Anadia/AL, 16 de setembro de 2021

Caroline Teixeira, representante do DF, é eleita 61 ª Miss Brasil Mundo

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 21 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
20210820151342446569o

Crédito: Renato Braga/Divulgação

Ela se tornou a quarta representante da capital federal a conquistar este título. A última havia sido Loiane Aiache, em 1980.

A representante do Distrito Federal, Caroline Teixeira, de 23 anos, foi eleita a 61ª Miss Brasil Mundo. Ela se tornou a quarta representante da capital federal a conquistar este título. A última havia sido Loiane Aiache, em 1980.
Ela representará o país na 70ª edição do Miss World, em Porto Rico, previsto para ocorrer em 16 de dezembro. Além do prêmio de R$ 15 mil, a nova miss foi presenteada com uma coroa exclusiva criada e confeccionada por Tiago Seixas, uma viagem a Dubai, cursos de oratória e inglês, tratamento estético e dentário, um ano de salão de beleza e outros prêmios.
Em entrevista ao Correio, a vencedora falou sobre a sensação após a conquista: “A sensação é de dever cumprido. Foi um bom tempo de preparação e eu estou muito honrada, muito feliz em poder representar o nosso país em um concurso tão magnífico e grandioso como o Miss Mundo e aqui foi um concurso muito disputado, o Miss Brasil Mundo, com meninas muito preparadas. Então é uma honra poder levar um pouquinho de cada uma delas junto comigo”.
A jovem passa a ser embaixadora nacional da luta contra a hanseníase. Ela recebeu a coroa das mãos de Elís Miele. Ceres Ribeiro, empresária e Miss Rio Grande do Sul 1989, colocou a faixa na vencedora. O resultado foi anunciado por Marina Fusquine Fontes, diretora do CNB.
“Agora o meu foco é na minha preparação. Eu estou muito feliz mas o título requer muita responsabilidade, então vou me dedicar ao máximo para poder representar o nosso país da melhor forma possível”.
Sobre a nova miss
Caroline é formada em direito e tem como meta ingressar no Ministério Público. Apesar de muito nova, a miss tem muita história para contar. Aos 9 anos, começou a jogar basquete e se destacou ganhando diversos campeonatos. Aos 14 anos se mudou para Jundiaí, em São Paulo, onde se concentravam algumas das maiores equipes do país.
Durante período em que esteve lá, foi convidada para jogar e estudar em Railegh, na Carolina do Norte, EUA. Para ela, a experiência de seis meses foi única e lhe proporcionou muita maturidade. Em 2018, aos 21 anos, Caroline descobriu um câncer na tireoide e o esporte foi uma das maneiras que encontrou para ajudar a superar a doença.
“O esporte me ensinou que o céu é o limite e que com muita determinação, podemos chegar aos nossos objetivos superando grandes obstáculos. A minha vida inteira eu me dediquei a carreira do esporte então a miss veio a partir de um convite em 2019 a representar o bairro da Asa Sul. Posteriormente eu ganhei o concurso Miss Brasília em 2020, um concurso virtual. Apesar a preliminar do concurso foi presencial por conta da pandemia”.
“Venho me preparando e nesse ano de 2021 foi possível a realização do Miss Brasil Mundo e eu me encantei por esse concurso pois ele valoriza não só a beleza exterior, mas principalmente a beleza interior e o apoio a causas sociais. É um concurso onde a principal prova é o ‘Beleza pelo bem’, uma prova que todas as candidatas precisam levar um projeto social”, continuou.
Por fim, ela conta que as causas sociais são a prioridade que ela quer levar: “Então eu me apaixonei e o que eu quero é continuar com esses trabalhos e aproveitar do título para alcançar o maior número de pessoas possíveis e apoiar todas as causas para uma sociedade mais justa, com mais amor, fraternidade e é isso que eu quero levar junto comigo nessa preparação”.

Fonte: Correio Braziliense

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter