Anadia/AL

20 de setembro de 2021

Anadia/AL, 20 de setembro de 2021

Deputados comparam HGE a matadouro e denunciam falta de medicamentos básicos

Por GyanCarlo

Em 21 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvv

Deputados denunciam falta de medicamentos básicos no HGE /Thiago Gomes

Eles dizem que recebem, diariamente, inúmeros relatos dando conta de vários problemas nas alas, falta de medicamentos básicos e insalubridade

Não é de hoje que o Hospital Geral do Estado (HGE) é alvo de reclamação pela estrutura precarizada, atendimento ineficaz e superlotação. Ao longo da semana, a unidade voltou a ser criticada pelos deputados estaduais, engrossando o coro contra as ações da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Eles dizem que recebem, diariamente, inúmeros relatos dando conta de vários problemas nas alas, falta de medicamentos básicos e insalubridade, comparando o local a um verdadeiro ‘matadouro’.

As denúncias partem dos próprios funcionários que estão no dia a dia. Eles contam que estava zerado o estoque dos remédios para dor, anti-inflamatórios e antiespasmódicos, a exemplo de Dipirona, Tramal, Diclofenaco e Buscopan.

As salas onde ficam os pacientes e estão guardados os materiais para uso hospitalar têm mobiliário velho, quebrado e oxidado. As paredes apresentam sujeira e mofo, provocados por infiltração. Nos corredores, também era possível ver pacientes sendo atendidos sem qualquer conforto e dignidade.

Os deputados responsabilizaram o secretário Alexandre Ayres, da Saúde, pelas dificuldades rotineiras no HGE. Segundo eles, o gestor utiliza a pasta para ter projeção eleitoral, inclusive contrata funcionários com quem poderá manter ligações políticas.

Um dos que não pouparam críticas ao xerife da Saúde foi Dudu Ronalsa (PSDB). Durante a sessão dessa quinta-feira (19), o parlamentar revelou que tem buscado a Secretaria de Estado da Saúde para tentar resolver demandas do HGE, mas encontra resistência de Alexandre Ayres e de sua equipe. De acordo com Ronalsa, as ligações sequer são atendidas.

Pacientes são atendidos nos corredores do HGE – Foto: Cortesia à Gazetaweb

“Infelizmente, o que temos visto é que o Secretário Alexandre Ayres só tem resolvido os problemas quando as pessoas que nos procuram vão até o Instagram pessoal dele (secretário) em busca de solução. Não tenho nada a ver se o Ayres é candidato. Mas ele não pode utilizar a Secretaria para fins eleitorais. Pelo menos é assim que tem ficado claro”, relatou Dudu Ronalsa.

Já Cabo Bebeto (PTC) afirmou que a Sesau deixou de ser de Alagoas para ser “Terra dos Calheiros e do Alexandre Ayres”. Segundo ele, há subutilização das estruturas de saúde, como o Hospital de Campanha e o Hospital Metropolitano. Para ele, estas unidades são para apresentar bons números apenas, pois escolhem os pacientes, os servidores, os colaboradores, e, mesmo assim, o que se vê são cirurgias atrasadas, pessoas morrendo.

Falta de estrutura no HGE é denunciada por deputados – Foto: Cortesia à Gazetaweb

Sobre o HGE, Bebeto diz que as pessoas são vistas nos corredores comendo quentinhas. “Há dinheiro que o Governo Federal mandou para aplicar na saúde, mas quem não é da terra da coincidência está morrendo. O alagoano não pode esperar por atendimento. O Hospital Metropolitano é um hotel de luxo, enquanto o HGE é um matadouro”.

Até o fechamento da matéria, a direção do HGE não havia se pronunciado sobre as denúncias dos parlamentares.

Fonte: Gazeta Web

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter