Anadia/AL

19 de setembro de 2021

Anadia/AL, 19 de setembro de 2021

IML de Arapiraca aguarda familiares de professor de educação física encontrado morto; Ufal emite nota de pesar

Por GyanCarlo

Em 22 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvv

Aélio Moura de Jesus / Foto: Reprodução

O Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca, no Agreste alagoano, aguarda familiares do professor de Educação Física Aélio Moura de Jesus, 41 anos, conhecido como Popó, que foi encontrado morte nesse sábado (21), em uma estrada vicinal do Povoado Poço de Santana, na zona rural de Arapiraca.

Segundo relatos de testemunhas, Aélio é natural do estado de Sergipe e morava sozinho em Arapiraca. Ele era professor de Educação Física e tinha projetos de pesquisa junto à Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

Aélio Moura foi encontrado morto às margens de uma estrada vicinal com lesões na cabeça provocadas por agressões feitas com o capacete. A moto e o equipamento de segurança, quebrado e ensaguentado, foram encontrados ao lado do corpo.

Ainda não há informações as circunstâncias em Aélio morreu. O IML aguarda familiares para fazerem o reconhecimento do corpo e liberar o mesmo para sepultamento.

Em nota divulgada neste domingo (23), a Universidade Federal de Alagoas lamentou a morte do aluno e disse que o diretor-geral do Campos Arapiraca, Arnaldo Tenório, está tentando localizar os familiares dele.

Confira a nota da Ufal,  na íntegra:

“A Universidade Federal de Alagoas e a comunidade do Campus Arapiraca, sobretudo do curso de licenciatura em Educação Física e do Laboratório de Cineantropometria, Atividade Física e Promoção da Saúde, lamentam profundamente a morte trágica do aluno Aélio Moura de Jesus, ocorrida neste sábado (21), em Arapiraca, num acidente de moto. Em nota de pesar, professores, técnicos e estudantes prestam solidariedade à família e amigos de Aélio.

O diretor-geral do Campus Arapiraca, professor Arnaldo Tenório, comunica que está tentando localizar algum parente ou familiar para fazer a liberação do corpo que está no IML daquele município. “A preocupação é que os familiares são de Sergipe. Estamos desesperados porque ele residia só e até o momento não conseguimos encontrar um familiar. Estamos aguardando alguém para liberar o corpo para todo o procedimento do enterro”, informou.

Fonte: Cada Minuto

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter