Anadia/AL

23 de setembro de 2021

Anadia/AL, 23 de setembro de 2021

ADCAP adverte: governo quer doar Correios e produzir um apagão postal

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 28 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
b3cfdebf-1331-4ca9-b7a2-fadd4cd88992

Assessoria - ADCAP

Querem entregar os correios

As declarações recentes da secretária do PPI à imprensa, atribuindo um “valorzinho” a ser obtido pela venda dos Correios, mostram que caiu a máscara do governo e as reais intenções ficaram bem à mostra: querem doar os Correios a um grupo de amigos do poder e produzir um apagão postal no Brasil.

As sucessivas mentiras do governo federal nessa questão dos Correios são de corar qualquer um, começando pelos artifícios utilizados para tentar dar roupagem de legalidade a um movimento claramente inconstitucional e chegando ao “valorzinho” da secretária do PPI.
A inconstitucionalidade da inclusão dos Correios na PPI e no PND já está demonstrada na ADI-6635 em tramitação no STF, com parecer contra a privatização proferido pela própria Procuradoria Geral da República. A inconstitucionalidade é cristalina e facilmente percebida por qualquer pessoa.

O projeto que originalmente era apresentado como quebra do monopólio postal para favorecer a concorrência resultou num monopólio privado, com diversos mecanismos para alta de preços, incluindo uma jabuticaba: a possibilidade de as tarifas de cartas serem diferenciadas dependendo da origem e destino. E a necessidade de obtenção de recursos para fortalecer o caixa da União e até para programas sociais virou um valorzinho. Enfim, a máscara do governo caiu e expôs o verdadeiro crime que se intenta cometer contra os brasileiros.

Quem em sã consciência pensaria em vender por um valorzinho uma empresa que produziu mais de R$ 1,5 bilhão de lucros no ano passado e que já acumulou mais de R$ 1 bilhão de lucros em 2021?

Quem teria a coragem de mentir sistematicamente sobre as projeções futuras de resultados dos Correios, mesmo sabendo que a própria empresa já estudou isso profundamente e projetou lucros bilionários para os próximos dez anos, em linha com a óbvia tendência de crescimento vertiginoso do comércio eletrônico?

Quem insistiria em colocar em risco o funcionamento de uma infraestrutura nacional de prestação de serviço público que está plenamente operacional, suportando um dos poucos setores da economia que vai muito bem?

Só um governo no mundo faria isso: o brasileiro. Que nossas instituições nos salvem desses insanos!

* Redação ABN C/ ADCAP – Associação dos Profissionais dos Correios

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter