“As forças dos EUA realizaram hoje um ataque aéreo defensivo com drones”, lançado de fora do Afeganistão, “contra um veículo em Cabul, eliminando uma ameaça iminente do EI-K ao aeroporto internacional”, disse Bill Urban, porta-voz do comando central.

“Estamos verificando a possibilidade de vítimas civis”, disse ele, e especificou que “não há indicações neste momento” a esse respeito.

“As explosões secundárias significativas do veículo indicaram a presença de uma quantidade substancial de material explosivo”, acrescentou. “Permanecemos atentos a possíveis ameaças futuras”.

O presidente dos EUA, Joe Biden, disse no sábado que um novo ataque era “altamente provável” após o atentado de quinta-feira ao aeroporto de Cabul, reivindicado pelo EI-K e que deixou mais de cem mortos, incluindo 13 soldados.

Em retaliação, os Estados Unidos realizaram um ataque com drones no Afeganistão, matando dois membros do EI e ferindo um terceiro, alertando que não seria “o último”.

Biden e sua esposa Jill estavam na manhã deste domingo na base militar de Dover, no leste de Washington, com as famílias dos militares quando a notícia do último ataque aéreo foi divulgada.

A homenagem está marcada para as 13h (horário de Brasília).

Fonte: Gaúcha ZH