Anadia/AL

23 de setembro de 2021

Anadia/AL, 23 de setembro de 2021

Com visitas proibidas, familiares de reeducandos interditam vias da capital

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 31 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
rs=w_800,h_500,i_true,cg_true,ft_cover (2)

Foto: Jamerson Soares

Os manifestantes interditaram a Avenida Fernandes Lima

Reivindicando o direito à entrega de feiras e das visitas, familiares de reeducandos interditaram a Avenida Fernandes Lima e no início da tarde desta terça-feira, dia 31, se dirigiram em direção ao Palácio República dos Palmares.

De acordo com uma manifestante, “essa não é a primeira vez que os policiais penais impedem que as famílias tenham acesso aos presos, o que queremos é o nosso direito garantido”, reclamou a mulher que preferiu não se identificar.
Em assembleia, os policiais penais, decidiram deflagrar greve por tempo indeterminado  e pela suspensão das entregas de feiras e visitas além do atendimento aos advogados, recebimento de presos e a não permissão da saída de reeducandos para a realização de trabalhos externos.

Os policiais penais reivindicam o nivelamento da tabela do Plano de Cargos e Carreiras (PCCS), 15% de reposição salarial referente ao IPCA não pago e a incorporação ao salário dos R$ 505 referente à bolsa.

Em nota a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (SERIS) informou que mantém aberto o diálogo com os familiares dos reeducandos. Prova disso é que, nesta terça-feira (31), o secretário da Ressocialização, coronel PM Marcos Sérgio de Freitas, reuniu-se com uma comissão de familiares para debater demandas apresentadas à gestão prisional.

Na oportunidade, o secretário explicou seguir confiante de que o pleito dos policiais penais também será atendido na próxima quarta-feira, 08 de setembro, data prevista para a realização de uma audiência entre representantes da SERIS, SEPLAG, Governo do Estado e Sindicato dos Policiais Penais.

* Cada Minuto

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter