Anadia/AL

16 de setembro de 2021

Anadia/AL, 16 de setembro de 2021

Mauro Cezar critica campanha contra Diego Ribas: ‘coisa de covardes’

Por GyanCarlo

Em 31 de agosto de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvv

Reprodução

Desde a chegada do técnico Renato Gaúcho, o Flamengo conseguiu várias goleadas e apresentou algumas mudanças na forma de jogar, utilizando um sistema de marcação individual, que funciona quando o time está em vantagem, mas também já deixou alguns jogadores expostos na defesa e causou irritação da torcida com Diego, que não tem se saído bem e virou alvo até de hashtag nas rede sociais.

No podcast Posse de Bola #156, Mauro Cezar Pereira vê exagero no tratamento dado ao jogador que teve importância na conquista da Libertadores em 2019 e agora não tem conseguido render. Além disso, o jornalista considera que em jogos contra adversários como o Palmeiras e o Atlético-MG, em uma eventual final de Libertadores, o sistema de marcação pode ser falho.

“O time com essa formação jogando na marcação individual, a famosa perseguição aos adversários, obriga os jogadores a piques, a corridas, a deslocamentos e é um time que não é tão compacto, por isso o Isla expulso, o Filipe Luís expulso, só que a do Filipe Luís depois o VAR cancelou a expulsão lá no Paraguai pela Libertadores, o Diego sobrecarregado, o Diego jogando como volante atuava em um time muito próximo ali, todo mundo muito próximo, a linha de zagueiros lá no meio-campo e todo mundo muito perto”, diz Mauro Cezar.

“Agora o time está mais espalhado e ele tem que fazer um trabalho que não consegue fazer. Sobre a hashtag, isso é coisa de covardes, covardes sem face que sobem hashtag no Twitter contra um jogador de futebol que eu acho até que naturalmente perderá a posição, porque a forma como o Flamengo joga com o Renato, isso não é nem uma crítica, apenas uma constatação, o Flamengo joga de uma maneira específica e essa maneira não é boa para o Diego, a tendência é ele perder o lugar”, completa.

O jornalista considera que Thiago Maia se adapta melhor atuando da forma como o time tem jogado com Renato Gaúcho, mas vê um desrespeito com Diego na campanha que há contra o jogador.

“Para o Thiago Maira provavelmente, mais jovem, mais adaptado àquela função, mas fazer campanha contra o cara, ele vai perder a posição naturalmente se tiver que perder. Aliás, ele já perdeu lá atrás, em 2019, ficou no banco e é um cara que nunca reclamou. O Diego eu critiquei muitas vezes entre 2017 e 2018, porque ele era o porta-voz do time ‘modo banana’, perdia pênalti tem final de Copa do Brasil, empatava com time pequeno ‘fizemos o nosso melhor’. Mas ele mudou muito de postura nas entrevistas, em tudo, e é uma liderança do time hoje, é o capitão do time, tendo participação importantíssima”, diz Mauro Cezar.

“O técnico é diferente dos anos anteriores e está mudando o time, e o Diego acho que vai ser difícil para ele se sustentar na posição porque o time joga de uma outra forma. Acho muito perigoso jogar assim, especialmente contra times como Palmeiras e Atlético-MG, um deles será o adversário numa eventual final da Libertadores se o Flamengo chegar até lá. Acho bem perigoso, especialmente o Palmeiras tem capacidade de aproveitar muito bem naquele jogo de velocidade e transição rápida e tudo mais”, conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir? A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube –neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Fonte: Uol

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter