Anadia/AL

19 de setembro de 2021

Anadia/AL, 19 de setembro de 2021

Em vídeo, menina de 4 anos relata estupro; polícia investiga o crime

Por GyanCarlo

Em 1 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv

Reprodução

Mais um episódio chocante de estupro de uma criança foi denunciado em Alagoas. O crime, que desta vez aconteceu no bairro de Ponta Grossa, em Maceió, chegou até o conhecimento do Conselho Tutelar após o compartilhamento de um vídeo da vítima, uma menina de apenas quatro anos, que detalha como sofreu o abuso sexual. A OAB-AL e a Polícia Civil já foram acionadas e acompanham o caso.

As imagens, enviadas para a redação por um telespectador da TV Pajuçara não foram exibidas por completo por respeito aos familiares e à própria vítima. Nelas, a menina narra que recebeu um beijo na boca e teve o corpo tocado pelo agressor. Uma pessoa ainda não identificada teria flagrado o momento e afastado o homem dela. A autoria do vídeo é desconhecida.

O Conselho Tutelar, em posse da filmagem, vai colher mais elementos para encaminhar o caso para as autoridades competentes exercerem a investigação. Em contato com a reportagem, a delegada Adriana Gusmão, da Delegacia dos Crimes contra a Criança e o Adolescente da Capital (DCCCA), confirmou que a Polícia Civil já apura a situação e deve realizar diligências nos próximos dias.

A Comissão em Defesa da Criança e do Adolescente da OAB-AL, representada pela vice-presidente Rutileia Barbosa, disse à TV Pajuçara que a criança deve receber acompanhamento psicológico. “Quando recebemos a demanda, imediatamente entramos em contato com o Conselho Tutelar, que está fazendo o acompanhamento da situação, e colocamos a comissão à disposição para o que for necessário, seja para agilizar um atendimento psicológico que a criança precise, seja para também, junto com os órgãos competentes, agilizar o encaminhamento da demanda”, contou Barbosa.

“As informações encaminhadas para a polícia são suficientes para que se abra o inquérito e, a partir disso, as investigações terão início para saber o que está acontecendo, quem foi o agressor e as formas que ele usou para violentar a criança”, continuou.

A vice-presidente da Comissão destacou também que a população pode oferecer a denúncia, mas não deve incitar declarações fortes da vítima. “A gente orienta também para que as pessoas não tentem buscar muitos detalhes com as vítimas, deixem para as autoridades competentes cuidarem disso. Quanto mais você questiona, mais ela precisa relatar a violência, e mais ela será revitimizada. É importante então procurar a autoridade para fazer a denúncia”, reforçou.

Assista à entrevista que foi ao ar no programa Cidade Alerta Alagoas:

Idoso suspeito de estuprar bisneta em Feira Grande

Há três dias, uma mulher procurou a polícia para denunciar um idoso de 84 anos que teria estuprado a própria bisneta, de apenas cinco, na zona rural de Feira Grande, município do Agreste alagoano. Ela contou que conversou com a menina depois de observar atitudes diferentes no dia a dia.e tomou conhecimento da violência sexual.

Após insistência, a mulher ouviu da menina que o bisavô dela oferecia dinheiro em troca da prática de sexo oral. O idoso foi localizado pela PM e levado à Central de Polícia Civil, juntamente com a criança e a testemunha. Por não se configurar flagrante, foi confeccionado um boletim de ocorrência contra o idoso por estupro de vulnerável, mas o caso segue em investigação.

Fonte: TNH1

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter