De acordo o material analisado pela CPI da Covid, Marconny pediu ajuda à Ana Cristina para influenciar na escolha do Defensor Público da União (DPU), em 2020. A ex-mulher do presidente, segundo mensagens, teria entrado em contato com Jorge Oliveira, então ministro da Secretaria-Geral e atual membro do Tribunal de Contas da União (TCU).

Os diálogos, obtidos pela reportagem, foram enviados pelo Ministério Público do Pará à CPI. O MP acessou as conversas durante investigações de desvio de dinheiro num órgão vinculado ao Ministério da Saúde.

Fonte: IG