Anadia/AL

23 de setembro de 2021

Anadia/AL, 23 de setembro de 2021

Eleitores de Campo Grande vão às urnas para escolher novo prefeito neste domingo (12)

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 12 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
urna.2e16d0ba.fill-1120x700

Divulgação/TRE

Maylson Honorato / Pleito no município ocorre menos de um ano após a eleição e conta com reforço policial, além de regras para prevenir a Covid-19

Eleitores do município de Campo Grande, no Agreste de Alagoas, voltam às urnas, neste domingo (12), para escolher um novo prefeito. O pleito ocorre menos de um ano após as eleições municipais e três candidatos disputam a preferência local: Cícero Pinheiro (MDB), Maria Inês (Democratas) e Téo Higino (Republicanos).

Nas eleições deste domingo, quatro pontos de votação e 27 seções eleitorais foram preparados para receber os mais de 8.400 eleitores registrados no município alagoano. De acordo com o TRE, em decorrência da pandemia de Covid-19, uma série de medidas e protocolos sanitários foi implementada, com a finalidade de garantir a segurança dos cidadãos durante o pleito. Dentre as regras para a população, estão o uso obrigatório de máscaras e a proibição de aglomerações nas proximidades dos locais de votação.

Já comum nas eleições, a identificação biométrica não será utilizada durante o pleito. A suspensão faz parte das medidas de prevenção contra a Covid-19. Assim, os eleitores devem ir votar munidos de documento oficial com foto e devem levar a própria caneta para assinar o caderno de votação. A votação ocorrerá das 7h às 17h, e idosos, gestantes e deficientes terão prioridade.

CLIMA NA CIDADE

Eleição suplementar em Campo Grande acontece neste domingo – Foto: Divulgação

A disputa fora de época movimentou a cidade nos últimos meses e na última semana. Fatos recentes, como a prisão de José Rozendo, candidato a vice-prefeito na chapa com Téo Higino (Republicanos), deixou os ânimos ainda mais instáveis no município.

Para garantir que o pleito ocorra dentro da normalidade, a Polícia Militar (PM) divulgou que reforçou o efetivo policial na cidade e 45 policiais atuarão durante a eleição, que contará, também, com o reforço de uma aeronave da Secretaria da Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL) e viaturas extras.
O pleito também contará com 47 servidores da Polícia Civil de Alagoas (PC/AL), dentre eles, oficiais do Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (Tigre), Polícia Judiciária e Asfixia. Eles atuarão na prevenção e combate a crimes, como boca de urna, aglomerações e compra de votos.

Além disso, o TRE disponibilizou o número (82) 99844-0408 para que a população denuncie a disseminação de fake news. As denúncias podem ser feitas das 8h às 22h, pelo WhatsApp e por meio de ligação. O anonimato é garantido pelo órgão.

SEGURANÇA DA URNA ELETRÔNICA

As cargas das urnas da eleição suplementar do município de Campo Grande foram concluídas pelos técnicos do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) no dia 7 de setembro. O juiz da 20ª Zona Eleitoral, Alberto Ramos, participou das atividades, contando, também, com a presença de representante da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas – OAB/AL.

As atividades com os equipamentos eletrônicos começaram na segunda-feira (06), com a geração das mídias que integram as urnas eletrônicas. Gerar as mídias significa dizer que o ecossistema da urna – alimentado com os dados eleitorais específicos daquele pleito, a exemplo dos nomes dos candidatos aptos, – será gravado nos “flash cards” e nas “mídias de resultado” que alimentarão as urnas.

Geradas as mídias, é preciso dar carga nas urnas, e isso ocorre em duas etapas. Primeiramente, utiliza-se uma mídia de carga para inserir o ecossistema da urna eletrônica em cada uma das máquinas. Um único cartão é capaz de dar carga em várias urnas. Num segundo momento, são instaladas na urna uma mídia de votação e uma memória de resultado.

A mídia de votação ficará intocada por um período legal determinado após as eleições, caso seja necessário executar algum procedimento de auditoria. A memória de resultado será retirada da urna pelo presidente da seção e entregue à junta apuradora para transmissão e totalização dos votos.

Fonte: Gazeta Web

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter