Anadia/AL

25 de setembro de 2021

Anadia/AL, 25 de setembro de 2021

Três prefeitos podem renunciar para disputar governo de AL em 22

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 13 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Palácio_República_dos_Palmares

Palácio Republica dos Palmares - Maceió - Foto: Reprodução - Wikiwand

Por Edivaldo Júnior - 17:57

Na política, dizem, não existem espaços vazios. De olho no “vácuo”, tem gente sonhando em sentar na cadeira que é de Renan Filho (MDB) – no mínimo até abril do próximo ano.

Entre os deputados estaduais, ao menos 5 nomes já foram ou são ventilados para a missão: Antônio Albuquerque (PTB), Davi Davino Filho (PP), Jó Pereira (MDB), Marcelo Victor (SDD) e Paulo Dantas (MDB).

Na bancada federal de Alagoas, o senador Rodrigo Cunha (PSDB) já está em pré-campanha ao governo e os deputados Marx Beltrão (PSD) e Isnaldo Bulhões (MDB), que nunca esconderam o desejo de ser governador, esperam uma oportunidade para tentar emplacar seus nomes.

Estes concorrentes são “naturais”. Senadores e deputados costumam ser lembrados para disputar o governo, em função do peso político e da coincidência da renovação de mandatos.

Nas articulações para as próximas eleições, a novidade é que vários prefeitos estão tentando entrar no jogo.

Para eles, a maior dificuldade será renunciar faltando dois anos e nove meses para terminar o mandato. Nada que não se resolva com um vice de confiança.

Na lista, três nomes já estão postos na mesa. Renato Filho (PSC), prefeito de Pilar, foi o primeiro a se lançar ao governo. Contratou marqueteiro, montou assessoria e está em pré-campanha. Ainda assim, não tem conseguido “decolar”.

O outro nome é o de João Henrique Caldas (PSB). O prefeito de Maceió lidera pesquisas, é considerado favorito por muitas lideranças políticas, mas está apenas no seu primeiro mandato, o que pode dificultar uma disputa já em 22.

O presidente da AMA e prefeito de Cacimbinhas, Hugo Wanderley (MDB) continua com o nome entre os possíveis candidatos ao governo. Mas segue, como sempre, discreto e trabalhando em total alinhamento com o grupo de Renan Filho.

A “novidade” é que não são apenas eles os citados ou interessados em disputar o governo no próximo ano.

Dois prefeitos de grandes cidades tem aparecido como possíveis candidatos ao governo em 22. Um deles é Júlio Cezar (MDB), de Palmeira dos Índios.

Com um vice de confiança, cada vez mais “alinhado” com o grupo de Renan Filho, Júlio já foi candidato ao governo em 2014 e se saiu bem.

Agora mais experiente, Júlio pode ser um nome forte, especialmente se tiver um palanque de peso. Disposição, ele já disse a vários interlocutores que tem. Em outras palavras, se for “convocado” entra em campo.

E por fim, um nome que pode causar surpresas. Outro possível candidato ao governo é ninguém menos que Luciano Barbosa (MDB), o prefeito de Arapiraca. Há quem diga que ele reúne condições e teria disposição para isso.

Claro que se isso for realmente o “sentimento”, Barbosa deve estar muito arrependido de ter renunciado ao cargo de vice-governador. Mas essa é outra história.

Matemática

Sao 5 prefeitos citados aqui, mas como três deles são do mesmo partido, o MDB,  apenas três poderiam ser candidatos: um do MDB, outro do PSC e outro do PSB.

Fonte: Blog do Edivaldo Júnior

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter