Anadia/AL

19 de setembro de 2021

Anadia/AL, 19 de setembro de 2021

Veneno de cobra brasileira inibe em até 75% a reprodução do coronavírus

Por GyanCarlo

Em 13 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv

(Crédito: Butantã/ reprodução )

Pesquisadores agora querem testar em humanos o remédio feito com molécula presente no veneno | Thays Martins

Um veneno de cobra pode ser remédio contra o coronavírus. Esta é a descoberta de pesquisadores do Instituto de Química da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) de Araraquara. De acordo com o estudo, publicado na revista científica Molecules, o veneno da cobra brasileira Jararacuçu tem uma molécula, o peptídeo, com a capacidade de inibir até 75% da capacidade do vírus. Ainda não foram feitos testes em humanos.

Com os resultados promissores, os cientistas agora esperam poder começar os testes em humanos. “Nosso descobertas representam um recurso valioso na exploração de novas moléculas como protótipos para descoberta e desenvolvimento de drogas contra infecções por SARS-CoV-2”, concluem os autores do estudo. A data para o início dos testes em humanos ainda não foi divulgada.

A cobra Jararacuçu é encontrada, principalmente, no Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Bahia. De acordo com a Fiocruz, a picada dela pode causar hemorragia e ela é responsável por 90% dos envenenamentos por cobra no Brasil. Por isso, somente a molécula, manipulada em laboratório, é usada nesse estudo.
Fonte: Correio Braziliense
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter