Anadia/AL

28 de setembro de 2021

Anadia/AL, 28 de setembro de 2021

CBF admite erro de juiz que expulsou Patrick de Paula contra o Atlético-MG

Por GyanCarlo

Em 15 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv

Bruno Arleu de Araújo expulsa Patrick de Paula em Atlético-MG x Palmeiras pelo Brasileirão | Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Danilo Lavieri

A comissão de arbitragem da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) admitiu que o juiz Bruno Arleu de Araújo errou ao expulsar Patrick de Paula, do Palmeiras, na partida contra o Atlético-MG. A revelação foi feita hoje (15) durante o julgamento do atleta no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

O documento foi usado pelo Alviverde como um dos argumentos para conseguir a absolvição unânime do meio-campista. O blog tentou contato com Leonardo Gaciba, chefe do departamento na CBF, mas não obteve retorno.

No documento, a CBF reconheceu que Patrick de Paula não merecia ter sido expulso porque o contato físico foi decorrente de um escorregão do meio-campista. Vídeos mostram que Bruno estava de costas para o lance. Por conta disso, ele foi, provavelmente, orientado por um de seus auxiliares a aplicar o segundo amarelo ao palmeirense.

Ainda nesta linha, o tribunal retirou a denúncia de Abel Ferreira após reconhecer que o técnico não foi desrespeitoso e que não merecia ter sido expulso. O vídeo exibido pelo advogado do Palmeiras, Andrés Perez, mostrou que o comandante apenas disse que o atleta havia escorregado.

Já João Martins, auxiliar de Abel, foi absolvido também por unanimidade porque o juiz escreveu na súmula que expulsou o membro da comissão palmeirense, mas que não tinha conseguido identificar o que ele havia falado.
Fonte: Uol /Esporte
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter