Anadia/AL

26 de outubro de 2021

Anadia/AL, 26 de outubro de 2021

“Não será algo que virá beneficiar Alagoas apenas”, diz Abrasel sobre retorno do horário de verão

Por GyanCarlo

Em 17 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv

Horário de verão começa no próximo dia 04 / Arquivo/Agência Brasil

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) voltou a reforçar o pedido sobre o retorno do horário de verão no Brasil em uma campanha nacional com outras entidades.

Para o presidente da Abrasel em Alagoas, Brandão Júnior, a retorno será um benefício para todo o país, diante dos problemas que são enfrentados. As entidades argumentam que qualquer economia de energia seria relevante diante da gravidade da crise hídrica que o país enfrenta. Também alegam que a adoção do mecanismo pode beneficiar os setores que representam.

“Não será algo que virá beneficiar Alagoas apenas. É um pleito nacional. A alta das moedas estrangeiras, atrelado a falta de liberação e definição dos protocolos sanitários ao redor do mundo, vão impulsionar e muito o turismo interno”, disse Brandão Júnior em entrevista ao Jornal Gazeta de Alagoas.

Reforço do Pedido 

Um pedido semelhante foi enviado ao presidente Jair Bolsonaro no final do mês de junho, mas não houve retorno.

O movimento atraiu até mesmo o apoio do empresário bolsonarista Luciano Hang, dono das lojas Havan. Apoiador do presidente, ele se manifestou favoravelmente ao retorno do horário de verão pelas redes sociais.

De acordo com o documento, a adoção do horário diferenciado pode contribuir para setores ligados ao comércio, serviços e turismo, especialmente bares e restaurantes, “que conseguem aproveitar a hora extra de luz do sol para incrementar o faturamento, com aumento da procura por happy hours”.

O horário de verão foi extinto por Bolsonaro em 2019. À época, estudo do Ministério de Minas e Energia (MME) apontou que não havia mais economia de energia tão relevante.

Isso porque como o calor é mais intenso no fim da manhã e início da tarde, os picos de consumo aumentam nesse horário durante o verão, pois as pessoas usam mais o ar-condicionado.

Com a crise hídrica, especialistas em setor elétrico voltaram a defender a medida, sob argumento de que mesmo uma pequena economia de energia pode contribuir.

Fonte: Cada Minuto

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter