Anadia/AL

22 de outubro de 2021

Anadia/AL, 22 de outubro de 2021

Ex-diretor da OAS reforça retratação de Léo Pinheiro sobre delação contra Lula

Por GyanCarlo

Em 20 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv

Ex-diretor da OAS Augusto Cesar Uzeda, ex-presidente da empreiteira Léo Pinheiro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Reprodução | Agência Câmara | Ricardo Stuckert)

O ex-diretor da OAS Augusto Cesar Uzeda disse que não presenciou pedido algum para obter o envolvimento de Lula no aumento de capital do Banco Centro Americano de Integração Econômica (BCIE) durante um evento da OAS na Costa Rica

O ex-diretor da OAS Augusto Cesar Uzeda negou acusações feitas pelo ex-presidente da empreiteira Léo Pinheiro contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na antiga operação Lava Jato. Em delação, Pinheiro apontou Uzeda como testemunha que poderia confirmar fatos apresentados por ele em uma investigação aberta contra o petista pelos crimes de corrupção e tráfico de influência internacional.

De acordo com informações publicadas pela coluna de Bela Megale, em esclarecimentos por escrito, com 17 tópicos, Uzeda disse que não presenciou pedido algum para obter o envolvimento de Lula no aumento de capital do Banco Centro Americano de Integração Econômica (BCIE) durante um evento da OAS realizado em 2011 na Costa Rica. Uzeda afirmou que toda agenda que presenciou, incluindo uma palestra do petista e um jantar, foi “em local público com centenas de pessoas”.

O ex-diretor afirmou também que, meses após o encontro, a OAS teve prejuízos no país, porque as obras da Concessionária San José – San Ramón, em que a empreiteira atuava na Costa Rica, foi descontinuada. “Não tenho conhecimento de qualquer vantagem indevida solicitada pelas pessoas mencionadas neste inquérito, tampouco de qualquer ato das autoridades locais que pudesse ter beneficiado ilegalmente a Construtora OAS”, finalizou Uzeda.

Fonte: Brasil 247
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter