Anadia/AL

27 de outubro de 2021

Anadia/AL, 27 de outubro de 2021

Após CPI confrontar Wagner Rosário com documentos, Aziz diz que ‘alguém na CGU prevaricou’

Por GyanCarlo

Em 21 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv

Após CPI confrontar Wagner Rosário com documentos, Aziz diz que 'alguém na CGU prevaricou'

“Quando falo em prevaricação me refiro a isso. Mas como o senhor não tem conhecimento, alguém prevaricou. Se não foi o senhor, algum servidor foi", disse o presidente da CPI, senador Omar Aziz

O ministro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário, foi confrontado com documentos que mostram que o órgão sabia das irregularidades que teriam sido cometidas pelo então diretor de Logística do Ministério da Saúde e não tomou providências visando afastá-lo do cargo. Pouco antes ele havia negado ter informações envolvendo Dias. Os documentos mostrados pelo vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), tratam da investigação Hospedeiro, desenvolvida pela CGU em outubro do ano passado.

Após o ministro afirmar que não tinha informações sobre o caso, o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM). “Se a CGU tinha esta informação e o senhor está dizendo que não tinha esta informação, o senhor tem obrigação como ministro da CGU de dizer quem era o servidor que tinha esta informação relacionada ao Roberto Dias, que continuou no Ministério da Saúde. A CGU fez uma operação em outubro do ano passado e o Roberto Dias só foi exonerado após o Dominghetti dizer que pediu um dólar por vacina, seis ou sete meses depois”, disse Aziz.

“Quando falo em prevaricação me refiro  a isso. Mas como o senhor não tem conhecimento, alguém prevaricou. Se não foi o senhor, algum servidor foi. Agora vai ter que dizer quem tinha esta informação sobre o modus operandi do Roberto Dias no Ministério da Saúde porque aí sim era obrigação da CGU”, completou.

Fonte: Brasil 247

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter