Anadia/AL

17 de outubro de 2021

Anadia/AL, 17 de outubro de 2021

Após identificação de descumprimento de protocolos sanitários, representantes do futebol alagoano firmam termo para adequação sanitária

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 24 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
rs=w_800,h_500,i_true,cg_true,ft_cover

Foto: Secom Maceió

Assessoria

Após identificar descumprimentos de protocolos sanitários, na partida entre o CSA e Botafogo, na última quinta-feira (23), no Estádio Rei Pelé,  a Vigilância Sanitária de Maceió recebeu representantes da Federação Alagoana de Futebol (FAF), do Estádio Rei Pelé e dos principais clubes alagoanos, nesta sexta-feira (24), para adequação aos protocolos sanitários estabelecidos para a reabertura do Estádio Rei Pelé aos torcedores.
De acordo com o órgão,  a fiscalização identificou descumprimentos de protocolos sanitários, durante a partida entre o time alagoano e o carioca, como a higienização dos espaços.

Durante a reunião, foi firmado um termo de acordo para que o estádio esteja adequado aos protocolos sanitários para a partida deste sábado (25), entre o CRB e Avaí. Os gestores do futebol se comprometeram a providenciar as adequações imediatamente para que amanhã às 16h, quando terá início a nova fiscalização, todas as inconsistências observadas no jogo da reabertura tenham sido resolvidas.

“As equipes da Vigilância Sanitária ficarão no estádio até as 21h. Antes e durante a partida, serão inspecionadas as ambulâncias, banheiros, corredores, entrada e os demais espaços do Estádio Rei Pelé. Serão fiscalizados aspectos como higienização, disponibilização de álcool em gel, papel toalha, sabonete líquido nos banheiros, iluminação adequada e aferição de temperatura corporal dos torcedores”, informa o coordenador da Vigilância Sanitária de Maceió, Airton Santos.

Ele lembra que além das medidas pertinentes à administração do estádio, também serão fiscalizadas condutas dos torcedores, como distanciamento, uso de máscaras e apresentação dos cartões de vacinação com a imunização plena contra a Covid-19 e documento de identificação, itens exigidos para o acesso ao estádio.

Firmaram o termo o superintendente do Estádio Rei Pelé, Carlos Humberto Nobre Risco, o diretor administrativo da FAF, José Eurico Beltrão Júnior, o diretor financeiro do CRB, Felipe Clemente Baracho, e a coordenadora do programa Sócio Torcedor do CSA, Maria Paula Epaminondas dos Santos, além do coordenador geral da Vigilância, Airton Santos, e a assessora jurídica da Visa, Alexsandra Vieira.

Fonte: Redação C/ Cada Minuto

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter