Anadia/AL

27 de outubro de 2021

Anadia/AL, 27 de outubro de 2021

Em noite inspirada de Pablo Dyego, CRB vence o Náutico por 3 a 1, na Arena Pernambuco

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 28 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Nautico_x_CRB_-_Francisco_Cedrim_.2e16d0ba.fill-1120x700

Francisco Cedrim/Ascom CRB

Por Fernanda Medeiros, Raphael Alves e Rafael Reis

Em noite inspirada de Pablo Dyego e sem poder mais errar na Série B, o CRB se recuperou da derrota passada, para o Avaí, e, desta vez venceu o Náutico, na noite desta terça-feira (28), por 3 a 1, na Arena Pernambuco. O duelo foi válido pela 27ª rodada. Os gols do Galo foram do herói regatiano Pablo Dyego, ambos no primeiro tempo, e de Yago (contra), no 2º tempo. Já o Timbu fez o seu gol com Álvaro, na etapa final

Na próxima rodada, o CRB volta a campo no sábado (2), quando terá o Clássico das Multidões contra o rival CSA, às 18h30, no Rei Pelé. E o Náutico encara o Operário, um dia antes, na sexta (1), no Germano Krüger, às 21h30.

1º Tempo

Momento da partida Náutico x CRB, na Arena Pernambuco – Foto: Tiago Caldas/CNC

Aos 3 minutos, a primeira tentativa foi do CRB. Careca recebeu a bola dentro da área do Timbu, tentou fazer a finta, mas acabou travado na hora H. Aos 5 minutos, o Náutico respondeu, após Hereda levantar a pelota na segunda trave, mas Guilherme Romão tirou o perigo. O jogo era muito igual no início, nenhum era melhor que o outro.Aos 7 minutos, Diego Torres perdeu uma boa chance de abrir o placar para o Galo. Jajá foi em velocidade e o argentino recebeu livre de marcação, mas errou na hora de chutar e mandou bem distante do gol. Mesmo assim assustou.

O jogo passava dos 10 minutos e o Galo era melhor em campo, mesmo sem ter acontecido uma jogada de encher os olhos. Aos 14 minutos, Careca chegou com perigo. Ele chutou rasteiro, do bico da área, mas a bola foi na rede pelo lado de fora. A essa altura, o CRB seguia melhor em campo e abriu o placar aos 15 minutos, após um belo contra-ataque. Claudinei tocou para Diego Torres, que mandou a pelota para Pablo Dyego finalizar e mandar para o fundo da rede: 1 a 0.

Achando pouco o placar, o Galo buscou o segundo gol. e ele veio aos 26 minutos. e de novo com Pablo Dyego. Ele recebeu a bola, livrou-se da marcação e guardou, para ampliar mais o placar para o time alagoano: 2 a 0. Depois de sofrer os dois gols, o time do Timbu passou a ficar mais com a bola, mas não tinha criatividade nem espaço para criar jogadas; enquanto o CRB começou a ficar todo fechado, em seu campo de defesa.

O Galo fez uma tentativa aos 39 minutos. Careca recebeu por trás da defesa do Náutico e finalizou. Só que o árbitro assistente marcou o impedimento do atacante regatiano. O CRB teve duas outras tentativas, aos 42, com Jajá, e aos 43 minutos, com Pablo Dyego, mas ambos acabaram sendo desarmados pela defesa do Náutico.

Aos 45 minutos, o árbitro sinalizou mais 3 minutos de acréscimos e o jogo foi até os 48 minutos nesse primeiro tempo, quando foi encerrado, com a vitória do Galo por 2 a 0.

Náutico se deu mal, ao perder para o Galo – Foto: Tiago Caldas/CNC

O Náutico voltou melhor no segundo tempo e quase fez o gol aos 5 minutos. Após cruzamento da direita, Vinicius se antecipou, desviou bem, mas acertou a trave do goleiro Diogo Silva. De tanto insistir, o Timbu não demorou a fazer o seu golzinho. Aos 12 minutos, Jean Carlos cobrou a falta, Álvaro tocou de cabeça e a bola foi morrer no fundo da rede do Galo: 2 a 1. O lance do gol ainda foi revisado pelo VAR, mas foi confirmado.

Aos 17 minutos, Diego Torres cobrou o escanteio para o Galo, mas a bola passou por todo mundo e a zaga do time pernambucano tirou o perigo. Aos 19 minutos, uma falta em Careca proporcionou uma boa chance para Diego Torres bater, mas a canhota não estava afiada e a bola sobrou na lateral do gol do Timbu.

O CRB chegou ao seu terceiro gol aos 21 minutos, mas foi contra, assinalado por Yago, do Náutico. Depois de uma cobrança de lateral absurda de Guilherme Romão, que pareceu mais um escanteio, o zagueiro Yago cabeceou para dentro do próprio patrimônio: 3 a 1 para o Galo.

Aos 27 minutos, o time pernambucano assustou, quando Álvaro aproveitou o cruzamento, mandou de cabeça e a bola raspou a trave esquerda de Diogo Silva. Aos 29’, de novo o Timbu chegou. Vinicius arriscou o chute da entrada da área e viu a redonda passar de novo raspando o travessão.

Aos 31 minutos, Jean Carlos tentou mais uma para o Timbu: ele brigou dentro da área regatiana, tirou de Gum, mas chutou mal e balançou a rede pelo lado de fora. O Náutico insistia em busca do gol. Aos 38 minutos, Vargas tentou de fora da área, mandou no cantinho, mas Diogo Silva abraçou a redonda, sem chances para o adversário.

O jogo se aproximava do final e o CRB conseguia se segurar, ficando todo no campo de defesa, garantindo o bom resultado. E o Náutico se postava no campo de ataque, mas não conseguia finalizar com sucesso. Chegando aos 45 minutos, o árbitro sinalizou 5 minutos de acréscimos. E, finalmente, aos 50 minutos, a partida foi encerrada, com 3 a 1 para o CRB.

Nicolas Careca foi um dos destaques do CRB na partida – Foto: Francisco Cedrim/Ascom CRB

Náutico – Jefferson; Hereda (Thassio), Yago, Camutanga e Breno Lorran (Álvaro); Trindade (Vinícius Vargas), Rhaldney (Luiz Henrique) e Jean Carlos; Vinícius, Júnior Tavares, Vinícius e Jailson (Murillo). Técnico: Hélio dos Anjos.

CRB – Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Caetano e Guilherme Romão; Claudinei (Wesley), Jean Patrick (Carlos Jatobá) e Diego Torres (Renan Bressan); Jajá, Pablo Dyego e Nicolas Careca (Júnior Brandão). Técnico: Allan Aal.

Árbitro – Dewson Fernando Freitas da Silva (CBF-PA).

Assistentes – Márcio Gleidson Correia Dias (CBF-PA) e Helcio Araújo Neves (CBF-PA).

Quarto árbitro – José Woshington da Silva (CBF-PE).

VAR – Pathrice Wallace Corrêa Maia (CBF).

Auxiliar do VAR – Diogo Carvalho Silva (CBF).

Fonte:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter