Anadia/AL

16 de outubro de 2021

Anadia/AL, 16 de outubro de 2021

Reforços caseiros: com Filipe Luis e Arrascaeta em campo, Flamengo eleva aproveitamento na temporada

Por GyanCarlo

Em 29 de setembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
VV

Arrascaeta e Filipe Luis estão de volta ao Flamengo para a partida desta semifinal — Foto: ge

Recuperados de problemas físicos, jogadores têm impacto positivo em 2021; veja números e opiniões de comentaristas sobre impacto da dupla no time Por Felipe Schmidt e Guilherme Maniaudet

A programação foi cumprida à risca, e o Flamengo terá dois reforços caseiros importantíssimos para o duelo com o Barcelona, nesta quarta-feira, pela semifinal da Libertadores.

Filipe Luis e Arrascaeta estão recuperados de problemas físicos, treinam normalmente com o elenco desde a última semana e estarão de volta em Guayaquil.

Além da qualidade da dupla, a importância de Arrascaeta e Filipe Luis é visível nos números. Com eles em campo, o aproveitamento do Flamengo sobe na temporada, de acordo com levantamento do Espião Estatístico. Sem um dos dois, as coisas ficam mais difíceis.

Flamengo na temporada 2021

Aproveitamento
Total73,07%
Sem Filipe Luis ou Arrascaeta66,6%
Com Filipe Luis e Arrascaeta80,5%

Curiosamente, o Flamengo teve mais jogos sem contar simultaneamente com a dupla em campo na temporada: 28 partidas e um aproveitamento de 66,6%, contra 24 compromissos com Arrascaeta e Filipe Luis atuando juntos e um aproveitamento de 80,5%.

O fator Arrascaeta

Arrascaeta e Filipe Luis voltam após um período de instabilidade no desempenho do Flamengo. O uruguaio, principalmente, é visto como uma das peças capazes de fazer a equipe jogar melhor.

No 4-2-3-1 idealizado por Renato Gaúcho desde o início de seu trabalho no Flamengo, Arrascaeta passou a atuar centralizado, como o camisa 10 do time. Em sua ausência, o escolhido para fazer a função foi Vitinho, que deu uma assistência na vitória sobre o Barcelona, no jogo de ida.

Arrascaeta Flamengo — Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Os comentaristas ouvidos pelo ge são unânimes em apontar que Arrascaeta é o grande diferencial criativo do time do Flamengo. Veja as opiniões abaixo:

Paulo Vinícius Coelho, o PVC: “Filipe Luis volta em boa hora, até por causa da insegurança e da incerteza da torcida com o Renê. Mas a grande novidade é o Arrascaeta. É o cara do passe para o gol, que joga entre as linhas, acha espaço onde não tem e serve seus companheiros com uma capacidade incrível. A volta do Arrascaeta é o grande diferencial desse jogo de volta, na minha opinião.”

Carlos Eduardo Mansur: “Arrascaeta é o jogador que não tem substituto. Por duas razões: é difícil encontrar no futebol da América do Sul um jogador com essa qualidade, e outra que o Flamengo não tem reservas com características de meia ofensivo, de jogador criativo nos últimos metros de campo. Ele faz muita diferença. Desde que o Renato o colocou como meia central, ele tem aproximação com o Everton Ribeiro, e os dois têm entendimento de muitos anos jogando juntos que fazem os mecanismos de ataque serem muito naturais.”

Filipe Luis e a fase de Renê

Na lateral esquerda, a volta de Filipe Luis acontece num momento de críticas a Renê, que não teve boa atuação no empate com o América-MG, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

Filipe Luis Flamengo — Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Filipe Luis Flamengo — Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Titular absoluto, o camisa 16 é peça importante tanto na saída de bola quanto na consistência defensiva rubro-negra. Com ele em campo, o Flamengo não sofreu gols em 10 de 33 partidas.

Filipe Luis pelo Flamengo na temporada 2021

Jogos33
Minutos3066
Gols0
Assistências4
Assistências decisivas2

Lozetti: “Filipe Luís é a garantia da leitura precisa do jogo, que tem como consequência o bom posicionamento defensivo e uma saída de bola mais limpa, que permite aos craques decisivos recuarem menos para receber a bola. Filipe só não pode ser exposto ao um contra um, algo que essa marcação por vezes espaçada do Flamengo de Renato Gaúcho oferece – analisou Alexandre Lozetti”

Carlos Eduardo Mansur: O Filipe Luis dá qualidade de organização. Ele é quase mais um jogador que se junta aos volantes na tarefa de organizar o time por trás. Por vezes faz ultrapassagem, chega no ataque, mas é um lateral que ataca por dentro, como organizador, e faz isso com muita qualidade. É uma diferença clara de característica em relação ao Ramon, que é mais de força, e o Renê, que joga por dentro, mas a diferença de qualidade técnica é muito grande. São duas prateleiras de jogador bem diferentes.

Com Arrascaeta e Filipe Luis, o Flamengo enfrenta o Barcelona às 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira, em Guayaquil, pelo jogo de volta da semifinal da Libertadores. Na ida, o Flamengo venceu por 2 a 0 no Maracanã.

Fonte: GE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter