Anadia/AL

16 de outubro de 2021

Anadia/AL, 16 de outubro de 2021

Crespo diz que não está satisfeito, mas elogia atuação do São Paulo: “Merecíamos ganhar”

Por GyanCarlo

Em 3 de outubro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
VV

Hernán Crespo, treinador do São Paulo, durante partida contra a Chapecoense — Foto: Rubens Chiri/saopaulofc

Técnico do Tricolor vê empate injusto contra a Chapecoense, neste domingo, na Arena Condá

Em entrevista coletiva depois da partida, Crespo elogiou o domínio do São Paulo e o poder de criação de jogadas, mas lamentou a falta de gols, que resultou no empate contra o último colocado do Campeonato Brasileiro.

– Acredito que tivemos a bola, fomos protagonistas. Tivemos muitas oportunidades de gol para fechar o placar. E quando não fecha o placar, no futebol de altíssimo nível, pode pagar caro. Acredito que o placar não foi justo. Merecíamos ganhar. Tivemos chances de gols, muitas. Tivemos ocasiões muito claras contra o goleiro deles, mas isso é o futebol, quando não fecha o resultado pode acontecer esse tipo de coisa – disse Crespo.

O que não agradou ao técnico do São Paulo foram as conclusões de jogadas de seu time. Hernán Crespo acredita que o Tricolor desperdiçou chances claras de gols, que não poderia ter desperdiçado.

– Foi uma tarde ruim nesse sentido, porque fizemos talvez o gol mais difícil e aqueles que em teoria pareciam mais fáceis não fizemos. Na situação em que estamos não podemos permitir que isso aconteça numa tarde assim, em que fomos completamente superiores ao adversário. Futebol é assim. Agora é levantar a cabeça, pensar no clássico contra o Santos e tentar fazer uma sequencia de bons jogos e bons resultados – completou.

A Voz da Torcida – Caio: “Toquinho de lado é a tônica desse São Paulo que dá nos nervos”

Veja outros trechos da entrevista coletiva de Hernán Crespo:

Repetir rendimento do Paulista

– Tenho que pensar que fomos campeões no Paulista. Claramente não estou satisfeito. Acredito que vamos melhorar, continuar melhorando pelo objetivo, que é a Libertadores. Temos ainda rodadas importantes.

Planejamento para 2022

– Eu penso sempre nas coisas. Penso no presente, porque é fundamental pensar sempre no presente, mas penso que vou ficar 10 anos no São Paulo. Minha ideia é sempre pensar no projeto. Meu pensamento sempre foi assim, independentemente do que pode acontecer. Penso no presente para conseguir essa vaga na Libertadores, mas penso como se vou estar aqui 10 anos.

Superioridade

– Não concordo. É uma pergunta ou afirmação? Não concordo com isso (falta de jogadas ofensivas). Acho que, já falei, se viu perfeitamente o jogo vê que tivemos ótimas chances. Esse jogo deveria acabar por dois ou três gols de diferença. Jogamos para ganhar de dois ou três gols de diferença. Não aconteceu. Não fechamos o placar. Eles tiveram uma mínima chance e empataram. Isso é o futebol. Mas acho que o time voltou a jogar com linha de passe, jogou pelos lados, jogou de maneira vertical. Chegamos ao gol adversário. Faltou fazer mais gols.

Calendário

– Não concordo também. Acredito que tivemos jogadores que jogaram muito bem. O placar, o resultado, não merecíamos. Merecíamos ganhar por dois ou três gols. Meu trabalho também é ver esse tipo de coisa, não só o resultado, que infelizmente não nos ajudou. Mas eu vi um São Paulo que queria jogar, ser protagonista, mas empatou o jogo. É duro, é difícil, mas aconteceu.

Criação de jogadas

– Criamos bem, o adversário estava fechado. Se está fechado tem de ir pelos lados. Quando cobriram os lados, fomos verticais, por isso criamos as ocasiões que tivemos no segundo tempo. O time fez tudo o que precisa para fazer gols, menos o gol. Criamos por fora, por dentro. Criamos, mas o futebol não nos ajudou. Acredito que vamos continuar lutando, porque o nosso objetivo é chegar à Libertadores.

Fonte: GE

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter