Anadia/AL

26 de outubro de 2021

Anadia/AL, 26 de outubro de 2021

Comandante da Aeronáutica, bolsonarista radical, inicia perseguição a militares da FAB filiados ao PT

Por GyanCarlo

Em 5 de outubro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
VV

Tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Junior. (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

Sob o comando do tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Júnior, a FAB abriu procedimentos para investigar militares filiados a partidos políticos. Mas apenas os filiados ao PT estão sob investigação, o que indica perseguição política aberta

 A Força Aérea Brasileira (FAB) abriu procedimentos de investigação contra militares filiados a partidos políticos, mas apenas aqueles filiados ao PT são alvos. De acordo com a coluna da jornalista Bela Megale, de O Globo, foram abertos ao menos três investigações, por meio de um Procedimento de Apuração e Transgressão Disciplinar, contra integrantes da FAB filiados ao Partido dos Trabalhadores – sendo que mais de um dos investigados estão no partido há mais de 15 anos, antes mesmo desses militares ingressarem na Força.

A Força é comandada pelo tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Júnior, considerado um bolsonarista radical e que já curtiu diversos posts racistas do presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, no Twitter e apoiou ataques ao movimento negro.

Ainda conforme a reportagem, as investigações citam o artigo 142 da Constituição, que proíbe que militares da ativa sejam filiados a partidos políticos. O caso, porém, é visto com desconfiança por integrantes da corporação, pelo fato de apenas os casos referentes ao PT terem sido revelados. O caso é tratado sob sigilo no âmbito das Forças Armadas.

Procurado pela jornalista, o Ministério da Defesa não informou se as investigações atingem outros partidos políticos e nem se o Exército ou a Marinha também estão realizando procedimentos semelhantes. De acordo com a assessoria da FAB, “o levantamento no âmbito da Força Aérea Brasileira é realizado para todo efetivo e independe de partido político específico, com fito de orientar acerca do assunto, em cumprimento às disposições legais supracitadas”.

Fonte: Brasil 247

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter