O policial militar da reserva Hélio Martins, de 57 anos, foi denunciado nesta quarta-feira por racismo, injúria racial, agressões e violência doméstica. Ele aparece em um vídeo no qual admite ser racista e ameaça bater na ex-namorada, em São Ludgero, Santa Catarina. Na gravação, ele diz que não suporta negro e chama a interlocutora de “macaca do c…”. Assista a gravação:

As agressões e ofensas registradas nos vídeos foram anexadas à ação penal como provas, de acordo com o Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC). As vítimas são a ex-namorada de Martins e o filho dela, um menino de quatro anos.

“A motivação, em todas as ocasiões, sempre esteve relacionada à questão de gênero, no contexto de violência doméstica, ou de raça”, afirma o MP-SC, em nota. “Sempre ele fez referências preconceituosas e menções injuriosas sobre a raça e a cor da pele da namorada e do filho dela, que são negros”, acrescenta o texto.

No vídeo, Martins afirma que o filho da companheira é “um maldito de um negro desgraçado, que é pirracento” ao ser questionado pela mulher sobre o motivo pelo qual tem tanto ódio de “moreno”. O policial prossegue:

“Porque eu tenho ódio, porque eu sou racista, porque eu não suporto negro. Eu tenho amigo negro, mas amigo decente, não essa negrada do c…, que é marrento que nem tu”, responde.

Fonte: IG