Anadia/AL

27 de outubro de 2021

Anadia/AL, 27 de outubro de 2021

Com um a menos, CRB tem sequência como visitante quebrada pelo Botafogo e vê acesso ameaçado: 2 a 0

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 8 de outubro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
WhatsApp_Image_2021-10-08_at_20.3.2e16d0ba.fill-1120x700

NAYRA HALM/FOTOARENA / ESTADÃO CONTEÚDO

Galo vinha de oito partidas sem perder como visitante, mas expulsão de Caetano frustra planos de voltar ao G-4 - Guilherme Magalhães

O final de semana do torcedor regatiano não poderia começar pior. Jogando no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, o CRB fez um duelo direto contra o Botafogo na noite desta sexta (8), pela 29ª rodada da Série B. E o clube, que poderia voltar ao G4, decepcionou mais uma vez. O Galo foi derrotado pelo placar de 2 a 0 com gols do atacante Marco Antônio e do lateral Carlinhos.

O Botafogo terá um tempo curto para descansar, já que entra em campo na próxima terça-feira (12). O desafio alvinegro será logo um clássico nacional, já que encara o Cruzeiro, no Estádio Independência, em Minas Gerais, às 21h30. Por outro lado, o Galo joga no Rei Pelé, porém, apenas no dia 15, às 19h. O clube regatiano recebe o Guarani, em mais um confronto direto pelo acesso.

Primeiro Tempo

A partida com requintes de decisão teve uma boa trama regatiana logo aos 4 minutos. Alisson Farias recebeu o passe na entrada da área, mas finalizou mal, isolando a bola. A primeira boa chance mudou o estilo de jogo botafoguense, que passou a marcar em cima. A solução ajudou, criando dificuldades para o Galo atacar, porém, os cariocas criaram com Warley, aos 16. O ponta cruzou bem para Jonathan Silva, que por pouco não tocou para o gol.

Galo teve suas melhores chances nos primeiros 15 minutos de jogo – Foto: NAYRA HALM/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Com excesso de cuidado, as equipes começaram a alçar muitas bolas aéreas, o que não se mostrou muito efetivo. Na mais perigosa, Jonathan Silva cruzou bem, com 24 minutos, mas Diogo Silva segurou. O Fogão seguiu em cima, com cruzamentos dos dois lados, porém a defesa regatiana se postou para afastar todo perigo. Com 28, Diogo Silva se salvou após errar na saída. Navarro teve a chance, mas o impedimento foi marcado.

O lance marcante do primeiro tempo foi por um motivo muito ruim. Com 30 minutos, Rafael Navarro recebia a bola em um contra-ataque perigoso, mas o zagueiro Caetano acabou acertando as travas da chuteira no rosto do atacante botafoguense, sendo expulso logo em seguida. Navarro saiu com um corte no nariz, mas pôde voltar ao jogo. Com um a menos, Allan Aal providenciou tirar um atacante e pôr Roberto Rosa na zaga.

Lance forte na dividida entre Caetano e Rafael Navarro – Foto: Reprodução/Premiere

Vendo o CRB com apenas 10 jogadores, o Botafogo foi pra cima nos minutos finais do primeiro tempo. Apesar da falta de criatividade pelo chão, o clube carioca persistiu na bola pelo alto. Navarro até tentou de longe, mas a defesa regatiana acabou travando a finalização.

A jogada bem trabalhada do Alvinegro só veio após uma falha regatiana. Com a falha, veio um castigo maior que a expulsão: o gol. Curiosamente, na jogada mais tentada pelos cariocas. Chay cruzou, mas dessa vez, a defesa regatiana não tirou, sobrando para Marco Antônio abrir o placar aos 44 minutos. Um balde de água fria que encerrou o primeiro tempo onde tudo deu errado para o Regatas.

Marco Antônio comemora primeiro gol do Fogão sobre o Galo – Foto: Vítor Silva/BFR

Segundo Tempo

Apesar das mudanças no intervalo, o time de Allan Aal seguiu sendo pressionado. A defesa falhou e Chay teve a primeira oportunidade com três minutos da etapa final. Porém, para a sorte do Regatas, o meia chutou por cima do gol. Com seis, Jonathan Silva apareceu como surpresa na ponta esquerda, entretanto, Gum fez um corte providencial. Um minuto depois, Warley até acertou a finalização na direção do gol, mas desta vez, Diogo Silva segurou firme.

A primeira chance do Galo só apareceu com 12 minutos. Romão sofreu falta em uma boa posição, entretanto, na cobrança, Wesley cobrou muito longe do gol de Douglas Borges. Com facilidade para chegar ao ataque, Chay recebeu uma bola pingada, com 15, e resolveu mandar uma bike para o gol. Para a sorte do Regatas, a bola foi um pouco por cima do travessão. O meia do Botafogo ainda causou um burburinho aos 21, com uma finalização da meia lua, mas mandou pra fora.

O Galo ainda tentou dar algumas escapadas rumo ao ataque, mas sem nenhum tipo de objetividade. Em uma das subidas erradas, aos 29 minutos, o Botafogo armou um contra-ataque quase fatal. Chay mandou a bola para o atacante Rafael Navarro, que mandou um petardo para que Diogo Silva salvasse o clube alagoano. Com a vantagem, a Estrela Solitária conseguiu controlar tudo do campo de ataque.

Cada vez com menos força para responder, o CRB ficou no campo de defesa, completamente empurrado pelo Botafogo. Luiz Henrique tentou de cabeça, aos 40, mas finalizou pra fora. Com pouco mais de 2 mil torcedores apoiando, o time botafoguense seguiu em cima, sem nenhum tipo de susto defensivo. Apesar dos cinco minutos de acréscimos, o Galo pouco fez, inclusive, sofreu novamente.

Já entregue e completamente desarrumado, os regatianos tiveram que ver a rede balançar mais uma vez. Aos 49 minutos, Diego Gonçalves aparece em extrema velocidade e cruza para Carlinhos, sem nenhuma marcação, apenas para estourar e decretar o placar final de 2 a 0.

Lateral-esquerdo Carlinhos deu números finais ao jogo – Foto: Vítor Silva/Botafogo

Ficha técnica

Botafogo – Douglas Borges; Jonathan Loureiro (Daniel Broges), Joel Carli, Kanu e Jonathan Silva (Carlinhos); Luís Oyama, Barreto e Chay (Luiz Henrique); Warley, Marco Antônio (Diego Gonçalves) e Rafael Navarro (Rafael Moura). Técnico: Enderson Moreira

CRB – Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Caetano e Guilherme Romão; Claudinei, Jean Patrick (Wesley) e Diego Torres (Calyson); Jajá (Erik), Alisson Farias (Roberto Rosa) e Nicolas Careca (Júnior Brandão). Técnico: Allan Aal

Cartões amarelos – Diego Torres (CRB); Roberto Rosa (CRB); Erik (CRB); Gum (CRB)

Cartões vermelhos – Caetano (CRB)

Árbitro – Antonio Dib Moraes de Sousa (CBF-PI)

Assistentes – Rogério de Oliveira Braga (CBF-PI) e Mauro Cezar Evangelista de Sousa (CBF-PI)

Árbitro de vídeo – Braulio da Silva Machado (FIFA)

Assistente de vídeo – Thiaggo Americano Labes (CBF-SC)

Fonte: Gazeta Web

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter