Anadia/AL

24 de outubro de 2021

Anadia/AL, 24 de outubro de 2021

“Foi algemado com um tiro e desacordado”, contesta filha de militar morto após surto

Por GyanCarlo

Em 14 de outubro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv

Reprodução

A filha do do 3º Sargento Alessandro Oleszko deve prestar depoimento sobre o caso nesta quinta-feira (14), juntamente com sua madrasta, que presenciou a ação das equipes da Polícia Militar durante a abordagem. A família contesta abordagem dos militares, que resultou na morte de Oleszko.

“Eles tinham cassetete, eles tinham arma de choque, tinha spray de pimenta. Tinha muitos homens lá fora e eles tinham como parar o meu”, disse Caroline em entrevista a TV Gazeta.

A garota ainda contou que mesmo ferido a bala o pai foi algemado e colocado na mala da viatura. Foi algemado com um tiro e desacordado. Por que algemar uma pessoa que acabou de levar um tiro e caiu no chão?”, questionou ela durante a entrevista.

O Sargento Oleszko ingressou na Corporação no ano de 2006 e, atualmente, estava lotado no 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM). A Polícia Militar informou que o caso está sendo apurado

As primeiras informações dão conta que o sargento foi baleado na perna, na tentativa de conter um surto psicótico. Alessandro mostrava um comportamento agressivo e tentou avançar contra seus companheiros militares.

Oleszko chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Geral do Estado (HGE) por uma ambulância, mas morreu no hospital.

Fonte: Cada Minuto

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter