Anadia/AL

30 de novembro de 2021

Anadia/AL, 30 de novembro de 2021

CSA perde confronto direto com o Goiás e tem série de seis jogos invicto interrompida: 3 a 1

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 16 de outubro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
WhatsApp_Image_2021-10-15_at_21.5.2e16d0ba.fill-1120x700

Augusto Oliveira/CSA

Azulão toma gol no início e é completamente dominado pelo Verdão da Serra, que assume o terceiro lugar da Série B Guilherme Magalhães, Shelton Melo e Raphael Alves

O primeiro confronto direto do CSA nessa reta final da Série B começou da pior forma possível, na noite desta sexta (15). O time azulino visitou o Goiás, na Serrinha, pela 30ª rodada, porém, acabou sendo dominado pelo time mandante, que venceu por 3 a 1. Os gols da partida foram marcados por Luan Dias, David Duarte e Hugo, pelo Goiás. Já Delatorre marcou o gol de honra azulino.

O placar estacionou o Azulão, ainda em sétimo lugar e com os mesmos 45 pontos. Contudo, o clube ainda pode ser ultrapassado pelo Vasco, que ainda joga na rodada. Por sua vez, o Verdão da Serra garantiu mais uma rodada no G-4. Com 51 pontos, o time goiano é o 3º colocado da Série B.

Na próxima semana os clubes retomam a briga pelo G-4 da Segundona. Com pouco tempo de descanso, o Goiás entra em campo já na próxima terça-feira (19), às 19h. O Esmeraldino visita o Londrina, no Estádio do Café. O Azulão tem um tempo maior de descanso, já que joga apenas no sábado (23), recebendo o Operário, no Estádio Rei Pelé. A partida também será às 19 horas.

Azulão acabou derrotado pelo Goiás na Serrinha – Foto: Augusto Oliveira/CSA

1º Tempo

A rodada começou mal para o Goiás que, por conta do resultado do CRB, tinha deixado o G-4 da Série B. Dessa forma, o clube goiano começou partindo para cima do Azulão, principalmente utilizando jogadas com o atacante Nícolas. E não demorou muito tempo para funcionar. Alef Manga fez linda jogada na esquerda e encontrou Luan Dias, que livre, finalizou com muita qualidade e abriu o placar com apenas seis minutos.

O placar acendeu o CSA, que chegou pela primeira vez aos 12 minutos. Cristovam teve espaço para cruzar, encontrando o artilheiro Iury Castilho, que arriscou um voleio. A finalização foi boa, mas mesmo com dificuldades, Tadeu conseguiu segurar e livrar o Goiás do empate. Com 16’, Dellatorre arriscou de longe, sem nenhum tipo de perigo para a defesa goiana.

Percebendo uma postura ofensiva do CSA, logo o conhecido Marcelo Cabo partiu para uma atitude mais defensiva, utilizando-se dos contra-ataques e anulando as investidas azulinas. A mudança tática deu certo, tanto que o goleiro Tadeu trabalhou pouquíssimo nos minutos finais do primeiro tempo. Na maioria das vezes, apenas cortou cruzamentos sem perigo. Com 34’, Fellipe Bastos tentou do lado alviverde, porém, também finalizou mal.

Com dores, Didira foi substituído logo no primeiro tempo – Foto: Augusto Oliveira/CSA

Vendo o time mal em campo, Mozart fez alteração logo no primeiro tempo. O professor sacou Didira e em seu lugar mandou Renato Cajá, um dos destaques na goleada sobre o Brusque na 29ª rodada. Em um primeiro momento, não surtiu efeito, já que a melhor chance do final foi do Goiás. Elvis achou espaço na direita e lançou Alef Manga, mas o atacante finalizou muito forte e a bola subiu.

Desatento defensivamente, o time alagoano ainda sofreu na reta final. Com jogada que nasceu nos pés de Elvis, o Esmeraldino ampliou. O camisa 10 cobrou escanteio na medida e David Duarte marcou de cabeça para decretar números finais no primeiro tempo: 2 a 0 para o Verdão.

2º Tempo

No início da etapa final as posturas foram parecidas, com o Goiás retraído e o CSA buscando o gol para entrar no jogo. Após cruzamento de Renato Cajá, aos 2 minutos, Tadeu teve que fazer um malabarismo para evitar maiores problemas. Na primeira chance do Goiás, ainda mais perigo. Alef Manga mandou um torpedo, com 5 minutos, que foi salvo por Lucas Frigeri.

Após tomar o terceiro gol, Mozart armou o CSA para frente – Foto: Augusto Oliveira/CSA

Sem nenhum tipo de ação ofensiva do Azulão, logo o Verdão tratou de continuar dando as ordens do jogo. Aos 11’, saiu o terceiro gol, com requintes de crueldade. Elvis, o grande destaque do jogo, lançou com perfeição para o lateral Hugo, ex-CRB. O jovem mandou uma bomba sem chances para Frigeri e abriu a goleada.

Quase imediatamente após o terceiro gol, o técnico azulino fez três alterações, no desespero de colocar o CSA no jogo, o que não funcionou, já que o Esmeraldino continuou com as melhores chances.

Abatido, o Azulão precisou de sorte para pôr a cabeça na partida. Aos 27 minutos, Renato Cajá tentou de fora da área, a bola espirrou na defesa goiana e acabou sobrando logo para o centroavante Dellatorre. Mesmo no desespero, o camisa 9 conseguiu tirar de Tadeu e colocar o primeiro gol alagoano no placar: 3 a 1.

O gol fez o time Mozart finalmente crescer na partida, com chegadas mais perigosas na área esmeraldina. Com 35, Wellinton até conseguiu uma boa escapa no contra-ataque, mas quando chegou dentro da área, se enrolou e perdeu a bola. Do lado azulino, as melhores chances vieram dos pés de Renato Cajá. Com 41, o camisa 10 cruzou na cabeça de Dellatorre, entretanto, ele não conseguiu acertar a bola.

Com cinco minutos de acréscimos dado pelo árbitro, o CSA ainda apertou, no desespero. Apesar disso, nenhum lance efetivo foi criado e o placar encerrou-se no 3 a 1 para o Goiás.

Ficha técnica

Goiás – Tadeu; Apodi, David Duarte, Reynaldo e Hugo (Artur); Diego, Luan Dias (Dadá Belmonte), Fellipe Bastos (Caio Vinícius) e Elvis (Iago Mendonça); Alef Manga e Nícolas (Wellinton). Técnico: Marcelo Cabo

CSA – Lucas Frigeri; Cristovam, Matheus Felipe, Fabrício e Ernandes (Éverton); Geovane, Yuri (Clayton), Gabriel (Giva Santos) e Didira (Renato Cajá); Iury Castilho (Marco Túlio) e Dellatorre. Técnico: Mozart

Cartões amarelos – Mozart (CSA); Fellipe Bastos (Goiás); Caio Vinícius (Goiás); Apodi (Goiás); Wellinton (Goiás)

Árbitro – Bruno Arleu de Araujo (FIFA)

Assistentes – Michael Correia (CBF-RJ) e Luiz Claudio Regazone (CBF-RJ)

Árbitro de vídeo – Carlos Eduardo Nunes Braga(CBF-RJ)

Assistente de vídeo – Daniel do Espirito Santo Parro (CBF-RJ).

* Gazeta Web

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter