Anadia/AL

30 de novembro de 2021

Anadia/AL, 30 de novembro de 2021

Distribuição de absorventes menstruais para estudantes da rede pública de Alagoas deve começar ainda neste ano

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 20 de outubro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
woman-buying-sanitary-products-in-supermarket-in-spain-W15TF1

Foto: Reprodução

Licitação para contratação da empresa que vai fornecer os produtos foi marcada para o dia 5 de outubro.

O Governo de Alagoas deve iniciar a distribuição gratuita de absorventes menstruais e outros itens de higiene pessoal para estudantes das escolas estaduais ainda neste ano. A licitação para contratação da empresa que vai fornecer os produtos foi marcada para o dia 5 de outubro.

A proposta é de que mais de 22 mil estudantes com idade entre 13 e 18 anos em situação de vulnerabilidade social receba, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), kit higiênicos com absorventes, lenços umedecidos e sabonetes íntimos.

Em julho, o governador Renan Filho (MDB) sancionou a lei que institui a política pública Liberdade para Menstruar, de autoria da deputada Cibele Moura (PSDB). Depois que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetou a distribuição gratuita de absorventes menstruais, a parlamentar cobrou do governo de Alagoas o início do programa.

“Serão mais de 20 mil kits mensais distribuídos para as nossas adolescentes, uma medida de extrema importância, visto que a pobreza menstrual é um problema de saúde pública no mundo inteiro. Aqui em Alagoas, esta iniciativa é também um esforço para combater a evasão escolar causada por esta condição, bem como os problemas emocionais enfrentados pelas meninas, que se veem impedidas de ir à escola e sair de casa neste período. A compra desses kits é uma conquista para todos nós e mostra que, em Alagoas, não haverá mais espaço para a pobreza menstrual”, disse o secretário de Estado da Educação, Rafael Brito.

* G1-Alagoas

A Lei 8.478 reforça as diretrizes para a política pública Liberdade para Menstruar, cuja finalidade é “conscientizar sobre a menstruação e a universalização do acesso a absorventes higiênicos”.

“Dados da Unicef mostram que a pobreza menstrual é um dos principais motivos que fazem com que nossas jovens percam aulas, muitas vezes levando-as a evadir da escola. Essa é uma política pública essencial e que trará dignidade para as nossas adolescentes em situação mais vulnerável. Esse é um projeto prioritário do governador Renan Filho, estamos dando a máxima celeridade para que ele entre em vigorar o mais rápido possível”, disse o secretário.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter