Anadia/AL

30 de novembro de 2021

Anadia/AL, 30 de novembro de 2021

Lula defende auxílio de R$600: “Não podemos querer que o povo continue na miséria por causa das eleições”

Por GyanCarlo

Em 21 de outubro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv

Lula apoia medida do governo Bolsonaro de aumento do auxílio emergencial de R$ 400, mas defende que valor seja ainda maior, de R$ 600 (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)

Anita Efraim

O ex-presidente Lula (PT) defendeu que Jair Bolsonaro (sem partido) aumente o valor do auxílio emergencial para pessoas em situação de vulnerabilidade, independentemente do jogo eleitoral de 2022. Segundo o petista, não se pode querer que o povo continue na miséria por causa das eleições.

O governo Bolsonaro trabalha para criar o chamado “Auxílio Brasil”, que substituiria o Bolsa Família, marca da gestão de Lula. A ideia é que o valor seja de R$ 400, aprovado de forma emergencial, permitindo que a medida extrapole o teto de gastos.

Para o petista, a corrida eleitoral não deveria ser o mais importante. “Tô vendo o Bolsonaro dizer agora que vai dar um auxílio emergencial de R$ 400, que vai durar até o final do ano que vem. E tem gente dizendo, ‘não, a gente não pode aceitar, porque é um auxílio emergencial eleitoral. Não. Não penso assim”, disse Lula em entrevista à rádio A Tarde, de Salvador (BA).

Segundo Lula, o ideal seria que o valor chegasse a R$ 600 de forma emergencial. “Eu penso o seguinte: o PT faz mais de cinco meses que pediu um auxílio emergencial de R$ 600. Aliás, o PT pediu e mandou uma proposta para a Câmara dos Deputados de um novo Bolsa Família de R$ 600. Então, o que nós queremos é que o senhor Bolsonaro dê um auxílio de R$ 600.”

“‘Ai, ele vai tentar tirar proveito disso’, olha, problema dele. E problema da sabedoria do povo. Se alguém acha que vai ganhar o povo porque vai dar um salário de R$ 600, paciência. Eu acho que o povo merece os R$ 600 e acho que tem que dar.”

Lula ainda afirmou que “não podemos querer que o povo continue na miséria por causa das eleições de 2022”.

Fonte: Yahoo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter