Anadia/AL

5 de dezembro de 2021

RÁDIO ABN NEWS

Anadia/AL, 5 de dezembro de 2021

Com o apoio da PGJ, Corregedoria-Geral orienta promotores de Justiça sobre correição do CNMP nas unidades do Ministério Público de Alagoas

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 23 de novembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
reunião-1200x950

Foto: Reprodução

Por Janaina Ribeiro

A Corregedoria-Geral do Ministério Público do Estado de Alagoas, com o apoio da Procuradoria-Geral de Justiça, está reunindo membros da capital e do interior com atuação na esfera criminal para orientá-los sobre a correição extraordinária do Conselho Nacional do Ministério Público. As atividades, que acontecem, nesta segunda e terça-feira (22 e 23), são voltadas para os promotores de Justiça que exercem suas atribuições nas áreas de crimes violentos letais intencionais, sistema prisional, controle externo da atividade policial e execução penal.
A condução dos trabalhos foi feita pelo corregedor-geral do MPAL, Walber José Valente de Lima, que ressaltou que o objetivo do encontro é prestar os esclarecimentos necessários aos promotores que serão correicionados, de modo que a competência de cada um possa ser melhor desenvolvida na comarca onde eles atuam. “O Ministério Público tem um papel muito importante no enfrentamento ao crime, um grande protagonismo em busca da condenação daqueles que praticam ilícitos penais e, sem dúvida alguma, precisamos desempenhar o nosso papel de forma cada vez mais eficaz, em busca do aperfeiçoamento do Sistema de Justiça”, afirmou ele.

“Esses dois dias de audiência pública para os promotores conta com o apoio integral da chefia da instituição porque sabemos que a Corregedoria é um órgão de orientação e que promove a reflexão, de modo que possamos aperfeiçoar o nosso trabalho no dia a dia em busca da justiça e da paz social”, defendeu o procurador-geral de Justiça, Márcio Roberto Tenório de Albuquerque.

Para o CNMP, que vem fazendo esse tipo de correição em vários estados do Nordeste, é essencial esse aprimoramento na atuação na esfera criminal porque a região apresenta, em determinadas cidades, taxas consideráveis de violência.

Segundo o Conselho, ao final das correições temáticas, aquele colegiado vai elaborar um plano de trabalho que incluirá a atuação da Corregedoria Nacional, da Procuradoria-Geral de Justiça, da Corregedoria-Geral, das Promotorias de Justiça, do Governador do Estado e das autoridades ligadas à área de Segurança Pública no âmbito estadual. A finalidade maior será fortalecer uma atuação conjunta no combate à criminalidade e no melhoramento do Sistema de Justiça.

As reuniões envolvem 71 promotorias de Justiça de Maceió e do interior do estado.

MP-AL


Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter