Anadia/AL

5 de dezembro de 2021

RÁDIO ABN NEWS

Anadia/AL, 5 de dezembro de 2021

Deputados bolsonaristas declararam guerra ao STF com PEC da Bengala: “Vamos enquadrar”

Por GyanCarlo

Em 23 de novembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvq

A PEC da Bengala é uma vingança dos deputados bolsonaristas contra o STF

Naian Lopes

Deputados bolsonaristas estão empenhados em aprovar a PEC da Bengala e fazer com que Rosa Weber e Ricardo Lewandowski se aposentem. O objetivo dos parlamentares que apoiam Bolsonaro é se vingar da Suprema Corte. Isto porque os magistrados suspenderam o Orçamento Secreto.

Conforme apurou o DCM, os bolsonaristas sabiam que a proposta passaria na CCJ, presidida por Bia Kicis. Agora a articulação será para aprovar o texto no plenário da Câmara. “Vamos enquadrar o STF, mas nas quatro linhas da Constituição”, ironizou um aliado do presidente da República.
A PEC da Bengala é um projeto antigo dos apoiadores mais radicais do presidente. Eles nunca conseguiram levar adiante, porque os ministros tinham boa relação com o Centrão. Só que a suspensão do Orçamento Secreto fez com que Arthur Lira e seus aliados se irritassem. Agora tudo leva a crer que a proposta será aprovada na Câmara.

O que é a PEC que deputados bolsonaristas querem tanto aprovar

Em 2015, Eduardo Cunha era o presidente da Câmara e criou a PEC para impedir que Dilma Rousseff indicasse mais ministros para o STF. O projeto fez com que a aposentadoria dos ministros de tribunais superiores passasse de 70 para 75 anos.

Agora Bia Kicis e os bolsonaristas querem que os magistrados da Corte se aposentem novamente aos 70 anos. Desta forma, Ricardo Lewandowski e Rosa Weber, que têm hoje 73, teriam que deixar a Corte. Isso permitiria que Bolsonaro pudesse indicar mais dois nomes para o Supremo.

Fonte: Diário do Centro do Mundo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter