Anadia/AL

5 de dezembro de 2021

RÁDIO ABN NEWS

Anadia/AL, 5 de dezembro de 2021

PMs que participaram de ação que deixou traficante morto fazem reconstituição após decisão judicial

Por GyanCarlo

Em 23 de novembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvq

Perícia Oficial

A simulação foi realizada pela Delegacia de Homicídios de Arapiraca e autorizada pela 5ª Vara Criminal da capital do Agreste Mariane Rodrigues*

PMs que participaram de ação que deixou traficante morto fazem reconstituição, após decisão judicial – Foto: Perícia Oficial

A simulação foi realizada pela Delegacia de Homicídios de Arapiraca (DHA) e autorizada pela 5ª Vara Criminal da capital do Agreste.

O caso simulado se refere à morte de Marcelo Torres Pacheco, de 43 anos, ocorrida em 29 de julho de 2020. De acordo com informações da época do crime, ele teria fugido de uma abordagem da Polícia Militar, em um carro, quando teria iniciado uma perseguição. A partir desse momento, houve um confronto com os policiais militares que culminou na morte de Marcelo Torres.

Naquela abordagem, foram apreendidos no carro de Marcelo 76 tabletes de maconha, que totalizaram 49 quilos da droga.  A reconstituição servirá para esclarecer essas versões.

PMs que participaram de ação que deixou traficante morto fazem reconstituição, após decisão judicial – Foto: Perícia Oficial

Durante a simulação, os peritos criminais fizeram o percurso da perseguição e examinaram o estabelecimento comercial onde Marcelo morreu. Integrantes da guarnição da PM participaram da simulação. Todo o trabalho será apresentado em laudo pericial.

“A equipe pericial procurou refazer os movimentos narrados pela operação policial para determinar a viabilidade dos fatos como narrado pelos protagonistas”, disse o chefe especial do IC, Wellington Melo

Além das equipes do IC e DHA, estavam presentes equipes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), Asfixia e Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (Tigre), o Grupamento Aéreo da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AL) e guardas da SMTT de Arapiraca.

Fonte: Gazeta Web

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter