Anadia/AL

19 de janeiro de 2022

Anadia/AL, 19 de janeiro de 2022

Pela primeira vez, Maceió ultrapassa meta de recursos na agricultura familiar

Por GyanCarlo

Em 30 de novembro de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vvq

Foto: Luan Oliveira / Ascom Semed | Alimentos da agricultura familiar vão ser entregues às famílias em dezembro.

Com a última chamada pública para aquisição de alimentos da agricultura familiar, Maceió investe mais de 41% dos recursos do Pnae no pequeno produtor Wanessa França com Assessoria

A Prefeitura de Maceió aplicou 41% dos recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) na agricultura familiar, a primeira vez que a meta de 30% estabelecida pelo governo federal é ultrapassada no município. O investimento será aplicado em kits de alimentação para os estudantes da rede, agregando com outras iniciativas da gestão no combate à fome, como o Bolsa Escola Municipal (BEM) e a garantia do café da manhã para todos os alunos da rede.

O marco foi atingido na última sexta-feira (26), após assinatura do termo de compra avaliado em R$ 7 milhões resultante da última chamada pública da agricultura familiar, que beneficia 849 famílias de produtores e distribuirá 1,2 toneladas de alimentos para todos os 53 mil estudantes da rede municipal de educação.

Segundo o secretário de Educação do município, Elder Maia, metas como essa são importantes para a segurança alimentar. “Por determinação do prefeito JHC, crianças não assistem mais a aula com fome, elas chegam na escola, tomam o desjejum e vão aprender. As famílias, em breve, já vão poder ir para a escola buscar seus kits e só temos a agradecer e comemorar com essas conquistas”, diz.

Os mais de 53 mil alunos da rede municipal de educação, um recorde de matriculados obtido pela gestão por meio de políticas públicas como o Bolsa Escola Municipal (BEM), serão contemplados com quatro remessas de kits de alimentos oriundos da chamada pública. Serão duas entregas em dezembro e duas em janeiro, com banana, abacaxi, laranja lima, batata doce e leite em pó.

Elder Maia diz que metas como essas são importantes para a segurança alimentar. Foto: Leonardo André / Ascom Semed – Foto: Foto: Leonardo André / Ascom Semed

O membro do Conselho de Alimentação Escolar (Cae) de Maceió, Josival Batista, complementa que investimentos como esse garantem que as crianças fiquem na sala de aula. “A gente sabe muito bem da dificuldade que os pais enfrentam, principalmente nesse momento de pandemia. O município atingir essa meta é uma vitória de todos que fazem parte da agricultura familiar, que tem compromisso de levar um alimento saudável, sem tantos agrotóxicos, para a mesa das famílias, garantindo uma nutrição melhor para as nossas crianças”, destaca.

Diretamente beneficiado pela última chamada, Joselito Filho é agricultor familiar e participa da Cooperativa de Laranja Lima de Santana do Mundaú. Foto: Leonardo André / Ascom Semed – Foto: Foto: Leonardo André / Ascom Semed

“Estamos nos planejando junto à prefeitura desde o início do ano e, com isso, o contrato culminou em um momento muito importante, porque garante renda para os agricultores e, consequentemente, para o estado. Na outra ponta, temos um alimento rico em nutrientes para todos os alunos da rede municipal”, avalia o produtor.

Fonte: Gazeta Web

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter