Anadia/AL

1 de julho de 2022

Anadia/AL, 1 de julho de 2022

Mulheres Exigentes Demais

Por GyanCarlo

Em 9 de dezembro de 2021

vvq

Reprodução

Hoje, as mulheres estão cada vez mais exigentes em relação aos homens.
Muitas são mais seletivas e dificultam a aproximação masculina. Outras não permitem que os companheiros compartilhem do seu dia a dia.

Existem várias hipóteses sobre esse padrão de comportamento. A primeira é que muitas mulheres passaram a valorizar mais o sucesso profissional do que o relacionamento amoroso. Uma segunda é a de que os homens não estão conseguindo acompanhar a escalada do crescimento feminino. Assim, ao atingir um status na carreira, elas se vêem no topo de uma pirâmide, mas nem sempre encontram parceiros no mesmo nível.

A terceira hipótese remete à visão da figura feminina como símbolo de sacrifício e resignação. Isso quer dizer que elas tiveram mães passivas, pouco valorizadas, cujos maridos eram autoritários. Dessa forma, evitam assumir compromissos por medo de reproduzirem o modelo materno.

Com as mulheres de gerações anteriores certamente foi diferente, pois faziam um voto sagrado de eterna obediência aos ditames da instituição (“o casamento é único e indivisível”). A mulher de hoje, por sua vez, vê o casamento como uma parceria ou mesmo um contrato de risco, de forma que a vida a dois se mantém apenas enquanto trouxer benefícios materiais e emocionais para os dois lados.

Mesmo assim, é muito grande a dificuldade para manter uma união, principalmente para as mulheres exigentes demais. Com frequência, a falta de sintonia ou de afetividade faz com que elas concluam que a vida a dois é inviável, gerando muitos problemas, tais como mudanças psicológicas, sociais, econômicas, familiares e inseguranças psicológicas e sexuais.

Algumas se ressentem da falta de convivência e contato afetivo, mas não fazem nada para mudar essa situação. Permanecem em seus casulos, protegidas de qualquer contato íntimo. Isso pode incluir até o grupo de amigos. Com dificuldades de se relacionar, precisam procurar ajuda terapêutica para encontrar a origem desse conflito. Nas sessões de terapia, podem descobrir que uma antiga decepção amorosa é a maior responsável por esse comportamento.
Na verdade, entre a aceitação passiva do papel tradicional de mulher e a declarada guerra entre os sexos existem muitas variantes e possibilidades diferentes de ser mulher. De qualquer forma, é fundamental que as mágoas se dissolvam para que novas emoções possam preencher a vida dessas mulheres que tendem a ser exigentes demais.

A resistência decorre do fato de já terem estado no “campo de batalha” da vida a dois antes e saberem que isso pode machucar. Mas é preciso coragem para aprender com a experiência e jamais perder de vista a oportunidade de arriscar no amor outra vez.

Fonte: ABC  e Litoral