Anadia/AL

17 de maio de 2022

Anadia/AL, 17 de maio de 2022

Conta de luz de janeiro será mais barata para quase 350 mil famílias alagoanas

Por GyanCarlo

Em 18 de janeiro de 2022

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
V

Foto: Divulgação Assessoria

Programa de Incentivo à Redução Voluntária, lançado pelo governo federal para o enfrentamento da escassez hídrica, gerou bônus de mais de R$ 21 milhões, segundo Equatorial Alagoas

A conta de luz do mês de janeiro deverá chegar mais barata para mais de 350 mil famílias alagoanas, que adotaram hábitos eficientes e conseguiram reduzir o consumo de energia elétrica nos meses de setembro a dezembro de 2021, em comparação ao mesmo período de 2020. O Programa de Incentivo à Redução Voluntária foi criado pelo governo federal para incentivar os brasileiros a reduzirem o consumo de energia em meio à escassez hídrica vivenciada pelo país nos últimos meses.

A Equatorial Alagoas estima que, no total, foram economizados o equivalente a mais de R$ 21 milhões de reais e aproximadamente 43 milhões de quilowatts/hora kwH, no período, considerando todos os clientes que reduziram o consumo. De maneira proporcional, o volume de energia poupado representa o fornecimento médio para 172 mil casas durante 30 dias.

“Fiz várias mudanças na casa e conscientizo a todos a fazer o mesmo”

Desde setembro de 2021, os alagoanos aptos a participar do programa passaram a receber mensagens na conta de luz que informavam a meta de consumo mensal para alcançar os critérios estipulados. Jaedna Rocha dos Santos, moradora do bairro da Santa Lúcia, localizado na parte alta de Maceió, foi uma das alagoanas que conseguiu reduzir o consumo de energia e será beneficiada com descontos na conta de luz já em janeiro.

“A mudança de hábitos impacta no bolso, mas também no meio ambiente. Quando eu percebi que as contas estavam aumentando, precisei rever meu orçamento e fiz várias mudanças na casa. Uma delas foi trocar as lâmpadas do quarto, sala, cozinha e banheiro por lâmpadas de LED. Ferro de passar e máquina de lavar eu quase não uso mais”. Ela, que mora com o esposo e suas duas filhas, afirma, também, que sempre que possível prioriza a iluminação natural e conscientiza toda a família a fazer o mesmo.

Para ter direito ao bônus de R$ 0,50 a cada quilowatt-hora do total de energia economizado, o consumo de energia elétrica no período de setembro até dezembro do ano corrente precisou, ao menos, ser 10% menor, em relação à soma verificada no mesmo período de 2020.

A Equatorial Alagoas esclarece que o desconto creditado é limitado a 20% da energia economizada, conforme as regras estipuladas pelo Programa. Na lista de participantes estão clientes de baixa tensão (grupo B) e os de média e alta tensão (grupo A), inclusos nas classes de consumo residencial, industrial, comércio, serviços e outras atividades, rural e serviço público, além das unidades consumidoras com benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE).

Eficiência Energética

A gerente de Relacionamento com o Cliente da Distribuidora, Patrícia Moraes, parabeniza os alagoanos que foram beneficiados pelo programa e conseguiram atingir a meta estipulada de consumo.

“Como resposta ao incentivo, o consumidor deu uma importante contribuição para o aumento da qualidade e confiabilidade do suprimento de energia no país. Uma prova de que é possível reduzir o consumo de energia com a mudança de hábitos e práticas eficientes, como uma simples troca de lâmpadas. Importante salientar, que mesmo sem o recebimento do bônus, qualquer redução do consumo de energia é válida e traz alívio financeiro para o cliente, bem como para o bem do planeta, evitando o desperdício”, finaliza a gerente.

Fonte: Diário Arapiraca

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter